Vereadores de Lajeado adiam mais uma vez análise de mudanças no quadro de servidores

CÂMARA

Vereadores de Lajeado adiam mais uma vez análise de mudanças no quadro de servidores

Projeto que sugere criação de dois cargos e extinção de 12 vagas desocupadas no Legislativo, recebeu pedido de vistas pela quarta vez

Por

Atualizado terça-feira,
13 de Junho de 2023 às 21:17

Vereadores de Lajeado adiam mais uma vez análise de mudanças no quadro de servidores
Vereadores terão mais tempo para apreciar projeto criado em 11 de abril (Foto: Henrique Pedersini)
Lajeado
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Foi adiada a proposta que sugere alterações no quadro de servidores da Câmara de Lajeado. Por maioria de votos, os vereadores aceitaram o pedido de vistas solicitado por Sérgio Kniphoff (PT). É a quarta vez que a matéria integra a Ordem Do Dia, mas não avança para votação. Nas sessões anteriores, a reivindicação de mais prazo partiu dos emedebistas Ana da Apama, Jones Vavá e Marquinhos Scheffer.

Desenvolvido pela Mesa Diretora, o texto propõe a criação de dois cargos a serem preenchidos por meio de concurso público. As funções são de tesoureiro  e assistente administrativo, com vencimentos de  R$ 3.369,59 e R$ 5.635,98 respectivamente. De acordo com a justificativa, o objetivo é dar mais autonomia à gestão dos processos na Câmara. A proposta prevê ainda a extinção de 12 cargos que estão desocupados na casa. “Vejo que é um projeto importante para independência da câmara e que mesmo logo que aprovado temos que dar início a um edital para concurso”, alerta a presidente da Câmara Paula Thomas (PSDB), que se absteve de responder se os recorrentes pedidos teriam a intenção de atrasar ou impedir o avanço da medida.

O único projeto aprovado autoriza o Governo a abrir Crédito Suplementar de R$ 8,5 mil para ressarcimento de despesas aos Conselheiros do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (COMDICA) quando da participação em conferências e outros eventos. Os vereadores derrubaram um veto imposto pelo Executivo para a proposta criada na Câmara que estabelece o prazo de 90 dias para executar os serviços de manutenção de calçadas.

Sessão teve pouco mais de duas horas de duração (Crédito: Henrique Pedersini)

Novo posto de saúde para o São Cristóvão
Mozart Lopes (PP) enfatizou a evolução das obras para alargamento da Avenida Senador Alberto Pasqualini. Dentro do projeto, uma das próximas etapas é a permuta de área com a Rede de Supermercados Imec, o que modifica o local do posto de saúde no bairro São Cristóvão. A secretaria de Planejamento desenvolve o projeto. Conforme o engenheiro da prefeitura, Isidoro Fornari Neto, a ideia é que a unidade contemple também outras localidades próximas. “Um posto com bastante metragem para ser feita uma regionalização no atendimento”, complementa. A área que vai abrigar o novo posto fica na mesma rua do endereço atual, Fábio Brito de Azambuja.

Mozart também comemorou o avanço das construções de quadras esportivas na Avenida Décio Martins Costa (Valão). Conforme o vereador, o Governo está em tratativas para adquirir quatro terrenos para expansão do Parque Ney Santos Arruda até as proximidades Colégio Evangélico Alberto Torres (CEAT).

PPCI das escolas municipais
Jones Vavá (MDB) apresentou resposta do pedido de informações feito junto ao Governo sobre as condições do Plano de Prevenção e Combate a Incêndios (PPCI). Segundo o emedebista, das 25 Escolas Municipais de Educação Infantil (EMEIs) 14 não estão em dia com a legislação. Há ainda pendências em 11 dos 18 prédios onde frequentam estudantes do ensino fundamental. “É questão de segurança das crianças”, alertou.

Ana Da Apama indicou a necessidade de remodelação do Departamento de Trânsito, para que o setor não fique dividido entre as pastas de Planejamento e Segurança Pública.

A próxima sessão ocorre na terça-feira (20), a partir das 17h.

Acompanhe
nossas
redes sociais