Rodeio Artístico supera expectativa de público em Teutônia

culto às tradições

Rodeio Artístico supera expectativa de público em Teutônia

Evento classificou competidores para a etapa inter-regional do Enart. Evento reuniu mais de 3 mil espectadores entre sábado e domingo

Por

Rodeio Artístico supera expectativa de público em Teutônia
Foto: Karine Pinheiro
Teutônia
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

O fim de semana foi de culto às tradições gaúchas em Teutônia. O 33º Rodeio Artístico Regional reuniu mais de 3 mil espectadores entre sábado e domingo. Com quase mil competidores, a programação incluiu as principais modalidades culturais nativas do Rio Grande do Sul, no CTG Rincão das Coxilhas e na Associação da Água.

“Superou as nossas expectativas. Tivemos mais de 650 dançarinos, desde a categoria pré-mirim até o xiru. Entre os participantes individuais, foram mais de 280”, afirma a coordenadora da 24 ª região Tradicionalista, Luce Carmen da Rosa Mayer. Ao todo, foram 18 modalidades, nas categorias pré-mirim, mirim, juvenil, adulto, veterano e xiru.

O evento classificou os competidores da categoria adulto que participarão de etapa inter-regional antes do Encontro de Artes e Tradição Gaúcha (Enart). A preliminar ocorrerá em Sarandi, no mês de outubro, e o Enart está programado para novembro, em Santa Cruz do Sul. Destaque para o CTG Tropilha Farrapa, de Lajeado, que venceu oito de 18 provas.

Além do sucesso do evento, os anfitriões do CTG Rincão das Coxilhas celebraram a conquista de vagas para a etapa de Sarandi. Na apresentação de gaita de boca, destaque para Rogerio Benhur Rech. Como intérpretes vocais solistas, também se classificaram à próxima fase Monica Dihel Dickel, Jonas Eneias Rhein e Anderson Oto Altmann, este também na performance com Violão.

Visibilidade e reconhecimento

Para o patrão da entidade local, Fernando Mariga, a visibilidade que o evento trouxe à cidade e ao movimento tradicionalista de Teutônia é um “divisor de águas”. “Foi tudo dentro do planejado. A comunidade abraçou a causa, compareceu. Foram só elogios para a estrutura toda que temos para este tipo de evento”, afirma.

Além de grupos de diversas cidades dos Vales do Taquari e do Rio Pardo, estiveram presentes competidores de Casca, Canoas, Camaquã, Lavras do Sul, entre outras.

De acordo com Mariga, o objetivo de propagar a cultura e cativar mais pessoas com os encantos da arte tradicionalista foi atingido. “Alguns pais já me contataram, pois as crianças que foram prestigiar já se interessaram em dançar as invernadas”, comenta.

O patrão ressalta que, pela qualidade da estrutura e organização do Rodeio Artístico, já há um movimento para trazer a etapa inter-regional do próximo ano para Teutônia. “Seria um evento três ou quatro vezes maior do que esse”, descreve.

Acompanhe
nossas
redes sociais