Univates recebe certificação nacional de sustentabilidade

VALE DO TAQUARI

Univates recebe certificação nacional de sustentabilidade

Utilização de energia renovável e tratamento de efluentes estão entre as iniciativas adotadas pela universidade

Por

Univates recebe certificação nacional de sustentabilidade
Instituição possui a própria Usina Solar, situada no Tecnovates (Foto: Divulgação)
Lajeado

O empenho da Fundação Univates para reduzir a emissão de gases do efeito estufa resultou à universidade a Certificação de Uso de Energia Renovável, concedida pela Mercatto Energia, no final de março. A instituição divulgou a notícia durante a Semana Municipal do Meio Ambiente.

LEIA MAIS: Univates é reconhecida em ranking mundial de sustentabilidade

Compra de energias renováveis e utilização de placas solares estão entre as iniciativas da instituição que contribuem para a transformação da matriz energética do país. A Mercatto Energia analisou os dados de janeiro a dezembro de 2022 e constatou que a Univates reduziu a emissão de gases do efeito estufa em 253 toneladas de CO2 equivalente, o que representa o plantio de 1.810 árvores ou a queima de 89,5 mil litros de gasolina pura.

A instituição também já se destacou pelo Inventário de Gases de Efeito Estufa (IGEE) e pelo reconhecimento como a universidade mais sustentável do Sul do Brasil pelo segundo ano consecutivo, segundo o ranking Green Metric 2022.

De acordo com informações da Mercatto Energia, para emitir a certificação, foi considerada a metodologia do Programa Brasileiro GHG Protocol, que também embasa a análise de dados do IGEE da Univates. O protocolo é usado por empresas e governos em todo o mundo.

Em uma década

De acordo com o engenheiro ambiental da Univates e coordenador do Ecovates, Gustavo Schäfer, por ter um consumo superior a 500 kw por mês, a Univates pode comprar energia elétrica no mercado livre regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).
Desde 2011, quando a instituição começou a utilizar a energia renovável, até 2022, deixou de emitir mais de 4,3 mil toneladas de CO2 na atmosfera. Além disso, a universidade possui a própria Usina Solar, situada no Tecnovates, composta por 912 painéis solares fotovoltaicos instalados em 1,5 mil metros quadrados de cobertura, com geração de 19,2 mil kw/mês.

Outras iniciativas

A Univates também possui quatro sistemas de captação de águas pluviais instalados, o que representa capacidade reservatória de 141 mil litros, utilizados para irrigação, limpeza e sanitários. Além disso, conta com oito estações de tratamentos de efluentes.

Criado em 2019, o Ecovates possui licença da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) para coletar e destinar corretamente os resíduos gerados. “Este trabalho é fundamental para que todos os resíduos gerados pelas nossas atividades tenham a destinação correta e causem o menor impacto ao ambiente”, ressalta Schäfer.

Em 2020, o espaço começou a prestar serviços externos de gerenciamento de resíduos para empresas, administrações públicas e comunidade. O serviço inclui a coleta, quantificação, armazenamento temporário e destinação final ambientalmente correta, conforme a legislação.

 

Acompanhe
nossas
redes sociais