Proposta transforma parque em ginásio poliesportivo aberto

Lazer para Conventos

Proposta transforma parque em ginásio poliesportivo aberto

Contratado pela Associação de Moradores do bairro, projeto cria um espaço com pistas de skate e mountain bike em área de lazer construída em 2019. Grupo espera apoio para executar obra

Por

Atualizado terça-feira,
06 de Abril de 2023 às 16:11

Proposta transforma parque em ginásio poliesportivo aberto
Crédito: Reprodução
Lajeado
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Construído há quatro anos, o Parque da Integração é uma das maiores áreas de lazer localizadas fora da área central de Lajeado. E tem potencial para ser um dos principais atrativos de Conventos. Este é o entendimento da Associação de Moradores do bairro, que busca torná-lo um espaço multiuso, com amplo incentivo à prática esportiva.

Contratado e custeado pela entidade comunitária há dois anos, o projeto é assinado pelos arquitetos Mateus Oliveira, Bruna Theisen, Diego Gomes e Lucas Lisboa Coletti e contempla o parque com um ginásio poliesportivo aberto. No local, seriam implementadas pistas de skate, patins, roller e moutain bike.

Conforme a presidente da Associação de Moradores do Bairro Conventos, Daiane Knecht, atualmente todos os eventos feitos pela entidade ocorrem no Parque da Integração. E o espaço é bastante frequentado pelo público infantil e juvenil. Porém, muitas crianças ainda se arriscam ao andar de skate e patins nas ruas, o que aumenta o perigo no trânsito.

“Por que nós queremos tanto a pista de skate, as elevadas da moutain bike? É para esses jovens saírem da rua. Tem muita criança e adolescente andando de bicicleta, skate e patins no meio da rua. Isso ocorre até na Pedro Theobaldo Breitenbach. Se tivesse a pista, iria lotar, com certeza”, argumenta.

 

Comunidade busca implantação de um espaço multiuso no local, situado na rua Romeu Armange / Crédito: Mateus Souza

“Parque dos Dick”
de Conventos

Segundo Daiane, desde antes da construção, o Parque da Integração era projetado para ser uma espécie de “Parque dos Dick de Conventos”. A ideia era de que o local contasse com estrutura completa de um ginásio poliesportivo.

Porém, o espaço inaugurado em outubro de 2019 reúne apenas canchas, gramado sintético, bancos, brinquedos e pista de caminhada. Quantidade de equipamentos considerada insuficiente à demanda populacional crescente do bairro.

“Nosso bairro é muito deslocado e não tem um ginásio próprio. Na planta, colocamos como um ginásio aberto. Pois entendemos que o custo já é alto, e pedir uma estrutura fechada aumentaria ainda mais os gastos. A nossa ideia é fazer esse espaço aberto inicialmente e, no futuro, com doações, ir fechando”, explica.

Quiosque

Enquanto a proposta de transformação do Parque da Integração não avança por falta de recursos, a Associação de Moradores pleiteia, junto ao município, a construção de um espaço coberto junto ao parque para que a entidade promova reuniões e outras atividades. O Executivo disponibilizaria cerca de R$ 70 mil para executar um quiosque e canteiros.

“A ideia é fazer tipo um galpão rústico com banheiros fechados para que pudéssemos fazer reuniões com até 100, 150 pessoas, e também uma copinha. O restante seria aberto. Até então temos que esse pedido havia sido aprovado, pois se enquadraria no valor, mas ainda não saiu”, alerta.

Ainda não há previsão para que o recurso seja liberado para a construção deste galpão. Quanto à expansão do parque, o projeto foi apresentado ao prefeito Marcelo Caumo, que elogiou a iniciativa. Porém, não houve sinalização de implementação por parte do Executivo.

Acompanhe
nossas
redes sociais