O esporte e a frustração – o caminho para um futuro melhor

Opinião

Marcos Minoru Otsuka

Marcos Minoru Otsuka

Professor e treinador da Adesva

O esporte e a frustração – o caminho para um futuro melhor

Por

Vale do Taquari
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Quando falamos em esporte, logo temos em nossas mentes atletas de sucessos e que sempre estão no auge de sua performance física. Atletas que durante anos enfrentaram uma caminhada muito difícil para chegar no topo de suas modalidades. Mas e os atletas que também enfrentaram todas essas dificuldades e mesmo assim não conseguiram chegar no topo?

Enquanto rodava alguns vídeos no Facebook, apareceu um vídeo de uma senhora que parou um homem muito grande na rua que tinha perfil de um atleta de basquetebol. A senhora perguntou: “Você joga basquete?” E logo em seguida o homem respondeu com um sorriso no rosto: “Já joguei”. Quando a senhora sai da frente dele, o homem perde rapidamente o sorriso no seu rosto.

Esse mesmo homem foi um grande atleta da NBA que, no início de sua carreira, foi a primeira escolha dentre muitos atletas que hoje fazem sucesso ainda. Mas a historia dele não foi de sucesso nas quadras, mas sim de grandes lesões em sua vida, que, no final das contas, o afastou das quadras e fez dessa promessa de sucesso no basquete, um pessoa desconhecida no mundo dos atletas de sucesso. O que não o impediu de seguir em frente e hoje estar na liderança de um time de basquete universitário.

A frustração é parte do processo, mas ela também nos torna mais fortes”

Pois bem, imagine a quantidade de frustrações que esse e muitos outros atletas tiveram em sua carreira. A quantidade de lesões, derrotas, medo de enfrentar um adversário, medo de não conseguir chegar no topo. Essa mesma frustração que fez muitos atletas sofrerem durante a sua carreira, provavelmente é o grande combustível que o faz hoje, uma pessoa muito melhor. Uma pessoa capaz de conseguir lidar com os problemas do dia a dia e que consegue manter equilibradas todas as situações de família, trabalho e lazer. Situações assim são comuns no esporte e na vida.

A frustração é parte do processo, mas ela também nos torna mais fortes. Para crianças, que estão em desenvolvimento, aprender a lidar com este sentimento é muito importante. Todos temos dias ruins, mas precisamos aprender a não desistir frente às adversidades. Neste sentido, os pais precisam ser apoio para os filhos, mantendo o diálogo com os treinadores para entender e conseguir ajudar na trajetória dos pequenos atletas, que podem se tornar grandes esportistas. Ou não. Mas acima de tudo, pessoas com habilidade de lidar com situações adversas, com as frustrações, que sejam capazes de encontrar a realização, mesmo com as mudanças no percurso. O resultado é muito aprendizado no esporte e na vida!

Acompanhe
nossas
redes sociais