Estiagem reduz projeção sobre colheita de soja

Opinião

Felipe Neitzke

Felipe Neitzke

Coluna aborda os destaques relacionados ao agronegócio

Estiagem reduz projeção sobre colheita de soja

Por

Crédito: Divulgação

Mesmo com a chuva desta semana o cenário de estiagem apresenta perdas consolidadas. Recentes estimativas da Emater/RS-Ascar junto aos municípios indicam quebra superior a R$ 358 milhões no Vale do Taquari. A seca também altera projeções da safra gaúcha de soja. Com o plantio tardio nesta temporada, cerca de 80% da área cultivada estava no período reprodutivo durante o pior momento da seca.

Diante destas condições, a produtividade estimada caiu de 51,5 sacas por hectare para 38 sacas. Pelas estimativas do Estado, a safra gaúcha poderá se aproximar de 10 milhões de toneladas, o que repetiria o desempenho abaixo do esperado de 2021/2021. Já para os próximos dias, a expectativa é de maior regularidade na chuva o que deve contribuir para a segunda safra de milho e o desenvolvimento das lavouras de soja.

Além da necessidade de repor níveis de arroios e açudes para retomar o abastecimento em propriedades rurais. Pelas projeções de institutos de meteorologia, a partir de março é esperado um período de neutralidade climática. Para o inverno chuva em maior volume. Condição que exige planejamento para a próxima safra.


Crédito: Gabriel Santos

Demandas emergenciais

Representes dos produtores rurais se reuniram esta semana com o governador Eduardo Leite. Na pauta, os pedidos de socorro por conta da estiagem. Da região, participou o coordenador regional do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), Marcos Hinrichsen.

Entre as demandas, o apoio da Defesa Civil para disponibilização de água potável para consumo humano e animal, recursos para abertura de bebedouros para animais, liberação do pagamento do programa SOS Estiagem aos que ficaram de fora nas primeiras etapas e reabertura do Troca-Troca de Sementes Forrageiras. Os líderes da Fetag/RS consideraram a reunião importante, mas ainda sem respostas.


Atualização dos talões de produtores

Os agricultores devem ficar atentos aos prazos para apresentar os blocos com notas fiscais nas secretarias municipais. A data limite varia em cada cidade, em algumas já encerra em fevereiro e em outras se estende em março.

A apresentação do documento servirá para apurar o valor adicionado e cálculos da arrecadação do município. O valor movimentado por produtor também é usado como parâmetro para os governos municipais desenvolverem programas de apoio e fortalecimento do setor primário.


Rodadas de negócios na Expodireto

Criado para conectar pequenos fornecedores a grandes empresas, o Projeto Comprador terá duas rodadas de negócios durante a Expodireto Cotrijal 2023, em Não-Me-Toque. A iniciativa do Sebrae/RS será nos dias 7 e 8 de março, no estande coletivo da feira. As vagas são limitadas e os interessados podem se inscrever até 22 de fevereiro no site do Sebrae.

As rodadas ocorrem das 13h às 18h e colocarão frente a frente pequenas empresas do setor metalmecânico de grandes representantes de grandes indústrias do segmento. Em 2022, o projeto movimentou R$ 3,4 milhões.

Agenda de feiras

6 a 10 de março – Expodireto – Não-Me-Toque/RS

21 a 24 de março – Expoagro – Rio Pardo/RS

Acompanhe
nossas
redes sociais