Um novo IGP em Lajeado

RODRIGO MARTINI

Um novo IGP em Lajeado

A nova Central de Polícia anunciada no bairro São Cristóvão, em Lajeado, vai garantir muitos benefícios para a segurança pública da região.

Por

Um novo IGP em Lajeado

A nova Central de Polícia anunciada no bairro São Cristóvão, em Lajeado, vai garantir muitos benefícios para a segurança pública da região. O espaço na esquina das ruas Coelho Neto e Fábio Brito de Azambuja contemplará as cinco delegacias do município (DPPA, DEAM, DRACO, Delegacia de Polícia e Delegacia Regional).

A obra está estimada em R$ 9 milhões. Tudo isso já foi divulgado. A novidade agora é a possibilidade do local também receber, na mesma edificação, uma moderna unidade do Instituto Geral de Perícias para atender o Vale do Taquari. Com isso, diversos serviços criminalísticos que hoje são realizados no IGP de Santa Cruz do Sul poderão ser absorvidos pela nossa própria regional. É um avanço e tanto.


Decisão da câmara I

A câmara de Estrela será chamada para debater sobre o novo empreendimento da Languiru junto ao antigo complexo da Cervejaria Polar, às margens do Rio Taquari. Ocorre que o governo municipal confirmou para a cooperativa a intenção de doar boa parte do imóvel e, em contrapartida, a empresa investirá cerca de R$ 10 milhões na reforma da estrutura para posteriormente investir em restaurantes, supermercados, setor de confecção e agrocenter. Mas a referida doação deve contar com o aval dos parlamentares.


Decisão da câmara II

Em Lajeado, a câmara de vereadores também vai passar por um momento de decisão complexa nos próximos meses. O polêmico projeto de lei para criação de uma Guarda Municipal vai retornar ao plenário. O governo municipal está decidido a levar adiante o movimento na área da segurança pública, e a mudança também necessita passar pelo crivo dos parlamentares. O assunto não é uma novidade no plenário.


Consciência negra em HQ

O incansável Gilberto Soares estreou, ontem, a “Oficina de histórias afro em quadrinhos”. A atividade relacionada à arte ocorre junto à Casa de Cultura de Lajeado. Por meio da sua obra “Kambimi”, ele mostra como personagens negros podem ajudar a construir um imaginário coletivo mais justo. O trabalho conta história de um negro escravizado que é levado a perder a sua relação ancestral com a África. Para que isso não ocorra, ele passa a se autodeclarar “Kambimi”, do quimbundo “filho que fala pelo pai”.

Crédito: Divulgação


Um novo olhar ao Taquari

O novo parque às margens do Rio Taquari já possui nome oficial, nome popular, e até nome errado. Oficialmente, o espaço foi denominado de Parque Ney Arruda. Popularmente, muitos o chamam de Parque da Orla. E algumas placas de trânsito instaladas pela própria administração municipal citam a área como Parque Beira Rio.

Alheio ao debate sobre a identificação do Parque Ney Arruda, é notável a mudança de cenário naquela área do centro antigo de Lajeado. O ponto era ocioso, perigoso e evitado pela sociedade local. Hoje virou ponto de encontro para famílias de todos os bairros. E ainda não está pronto. O governo municipal prevê diversos atrativos aos frequentadores. Entre esses, um moderno playground.

Crédito: Divulgação


Parque Histórico será privatizado

O repasse do Parque Histórico da Colonização Alemã à iniciativa privada deve ocorrer em breve. O governo municipal estuda um edital de chamamento público para Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), ou uma concessão direta. A ideia é repassar a exploração da área turística à empresa Urbanes Empreendimento, que já realiza o mesmo serviço no Parque Histórico de Nova Petrópolis, e foi a única a demonstrar real interesse no espaço lajeadense.

O local possui 18 casas, incluindo o auditório no pórtico. Destas, sete estão desocupadas, e três estão cedidas (sem contrato ativo). As demais estão locadas e operam com frequência, como o Centro de Atendimento ao Turista (CAT), da Amturvales, e a Cervejaria Ratzbier. A ideia é manter as características das casas e os contratos vigentes, e exigir investimentos.


TIRO CURTO

• A Associação dos Vereadores do Vale do Taquari (Avat) anuncia a festa de 35 anos da entidade. O encontro será em Taquari, no espaço da Lux Eventos, a partir das 20h.

• O Ministério Público de Arroio do Meio foi provocado e abriu um inquérito civil para apurar “a instalação de travessias elevadas em desacordo com os parâmetros estabelecidos pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran)”. São os populares “quebra-molas”. É um assunto que sempre gera debate nas mais diversas cidades. E costuma dividir opiniões.

• Ex-Coordenadora Regional de Educação, Greicy Weschenfelder foi convidada para auxiliar na transição entre o atual e o novo governo estadual. Candidata derrotada na luta por vaga na assembleia, Márcia Scherer (MDB) também terá papel importante nestes movimentos. E a delegada aposentada também é cotada para um cargo de coordenação no Executivo estadual.

• Prefeito de Santa Clara do Sul, Paulo Kohlrausch (MDB) chegou a pedir licença do cargo para auxiliar na campanha de Eduardo Leite (PSDB) e Gabriel Souza (MDB). À época, havia expectativa dele assumir uma secretaria estadual em caso de vitória da chapa. A chapa venceu. Mas as expectativas de outrora perderam força.

Acompanhe
nossas
redes sociais