Menos ódio, mais amor

Opinião

Ezequiel Neitzke

Ezequiel Neitzke

Jornalista

Coluna esportiva

Menos ódio, mais amor

Por

Lajeado
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Ficamos um ano e meio longe das arquibancadas. A pandemia fez com que aprendessemos a torcer diferente, escutando o rádio ou assistindo pela televisão. Fiquei em casa imaginando como que seria o retorno. As cenas eram lindas, com muita festa e integração entre as torcidas. E isso aconteceu. Vimos vários exemplos positivos em todo Brasil, mas também vi cenas lamentáveis. E geralmente é o fato ruim que é lembrado. No futsal tivemos um representante de quadra agredido por um torcedor. No campo, as cenas vistas na Arena, no domingo, doeram, principalmente naqueles que vão para ver futebol e se divertir.

Torço para que esses exemplos negativos que tivemos no esporte profissional não ocorram também no futebol amador. Que possamos dar o exemplo positivo de como se faz festa!


No caminho certo

Na semana passada, a Alaf encerrou a participação no Gauchão Feminino. A equipe foi eliminada nas quartas de final, mas apesar do resultado ruim dentro de quadra, tem que se parabenizar o que foi feito fora dele. A organização e o planejamento dessas mulheres servem de exemplo para outras equipes profissionais do Vale. No próximo ano, além da Alaf, teremos a participação da Teutônia Futsal no Gauchão. Assim a modalidade segue crescendo e ganhando mais adeptos.


Hora de apoiar

O Lajeadense joga no domingo a partida de ida das semifinais. A partida ocorre às 19h no Estádio Alviazul. O momento é de apoio máximo do torcedor e lotar o espaço liberado. Para isso, os ingressos estão a venda ao preço de R$ 15 (arquibancada) e R$ 25 (cadeira) e podem ser adquiridos pelo whatsapp do clube no 37101911, na secretaria do estádio, DMF Esportes, Mercado do João, Tonho Automóveis e Posto Fascina.

Acompanhe
nossas
redes sociais