Confira como foi o movimento nos cemitérios do Vale, no Dia de Finados

FERIADO DE FINADOS

Confira como foi o movimento nos cemitérios do Vale, no Dia de Finados

Desde o início da manhã, um grande público se dirigiu aos locais à procura de homenagear a memória de pessoas queridas

Por

Atualizado terça-feira,
02 de Novembro de 2021 às 13:44

Confira como foi o movimento nos cemitérios do Vale, no Dia de Finados
Cemitério de Estrela (Foto: Carlos Eduardo Schneider)

Um feriado geralmente sugere momentos de maior tranquilidade na rotina. Não foi o que se viu neste Dia de Finados (2), em Lajeado. Desde o início da manhã, em todos os cemitérios e igrejas da cidade, um grande público se dirigiu aos locais, à procura de homenagear a memória de pessoas queridas.

Desde às 8h30, houve programação na Paróquia Santo Inácio de Loyola, São José de Conventos, Nossa Senhora dos Navegantes e na Comunidade Nossa Senhora de Lourdes. Além disso, o trânsito ficou agitado para uma manhã de feriado. Contudo, ainda que a Paróquia Santo Inácio de Loyola programe uma missa às 18h15, a tendência é que o movimento seja menor a tarde.

A grande demanda dos visitantes impactou também aqueles que vêm na data uma oportunidade de negócio. Os vendedores de flores, principalmente. No Cemitério Evangélico do Florestal, por exemplo, a vendedora Suelen no Cemitério Evangélico, está desde o domingo (31), às 7h, atendendo o público.

“No domingo a procura foi por flores artificiais. Na segunda-feira, a partir do meio-dia, a procura foi por naturais. Oferecemos opções de R$ 2,50 a R$60, mas a maioria procura pelo menor preço”, avaliou.

Ainda que envolvido pelos aspectos sociais e econômicos, como as viagens e os negócios viabilizados pelo feriado, a data ainda segue autêntica para a maioria das pessoas. Para Irineu Kronbauer, na Comunidade Evangélica São Bento, onde o movimento foi mais tranquilo, a data é uma boa oportunidade para homenagear os antepassados.

“Sempre visitamos os que nos deixaram. É uma boa forma de reunir a família”, comentou.

No Cemitério Católico de Estrela, Walmor Barth lembrou a importância da data para os cristãos, católicos ou protestantes. “É muito importante reverenciarmos os que passaram. Eles servem de espelho e referência. Esse movimento é um respeito grande com a vida e com a morte”, explicou.

Também em Estrela, cerca de 500 pessoas se reuniram em frente ao cemitério para uma missa ministrada pelo Padre Neimar Schuster. A rua foi fechada em parceria com a Prefeitura Municipal e o público conseguiu aproveitar as sombras das árvores localizadas na entrada do local.

“Este é o dia mais importante do ano para nos ligarmos, nos conectarmos com quem amamos. Mandamos orações aqui de baixo e lá de cima sentimos que chegam coisas boas para nossa caminhada”, concluiu.

Galeria

Cemitério de Estrela na manhã de Finados (Foto: Carlos Eduardo Schneider) Cemitério de Estrela na manhã de Finados (Foto: Carlos Eduardo Schneider) Cemitério de Estrela na manhã de Finados (Foto: Carlos Eduardo Schneider) Cemitério de Estrela na manhã de Finados (Foto: Carlos Eduardo Schneider)

Acompanhe
nossas
redes sociais