Força Aérea treina pilotos de caça no Vale

Vale do Taquari

Força Aérea treina pilotos de caça no Vale

Manobras são vistas em diversas cidades da região desde a manhã de quarta-feira

Por

Força Aérea treina pilotos de caça no Vale
Vale do Taquari

Um fato inusitado chama a atenção de moradores de municípios da região. Pilotos dos esquadrões das bases aéreas de Canoas e de Santa Maria realizam, desde quarta-feira, manobras como o Exercício Operacional Reabastecimento em Pleno Voo (Revo). O treinamento dura de cinco a 12 dias, feito dia e noite.

De acordo com a assessoria de comunicação social da Força Área Brasileira (FAB), participam das manobras caças F14 e A1 da base de Santa Maria e um caça F5-M, de Canoas. Os pilotos são designados para missões e, assim que cumpridas, devem fazer o treinamento de reabastecimento em uma aeronave Hércules C-130, da Base Aérea do Galeão (RJ).

A ação é direcionada para novos pilotos dos esquadrões e ocorre a cada início de ano. Segundo a FAB, os treinamentos podem ocorrer em todo o território gaúcho, mas são realizados em regiões pré-definidas pelos comandos aéreos. Há dois anos, por exemplo, ocorreram no espaço aéreo de Vacaria e, em 2015, em Santa Maria.

Em Santa Clara do Sul, moradores relataram ter visto as manobras aéreas, entre eles, o empresário Altemir Roberto Griesang, 48, conhecido como “Faísca”. Por volta das 17h de quarta-feira, um amigo lhe avisou sobre aeronaves sobrevoando o centro e ambos foram olhar. À noite, eram cerca de 21h, quando ele viu caças acoplados ao Hércules C-130. De acordo com ele, foi o assunto mais comentado na cidade.

Entenda as manobras

Segundo informações da FAB, no reabastecimento, o caça está a cinco mil metros de altitude e a aeronave abastecedora a oito mil metros. A Força Áerea define a operação como delicada, exigindo máxima atenção dos pilotos, habilidade e perícia.

Durante o voo, o piloto do caça precisa encaixar uma espécie de braço externo do avião em um cesto de uma das mangueiras da abastecedora. Ambas aeronaves devem manter a mesma velocidade, entre 400 km/h e 800km/h. Apenas dois veículos podem ser reabastecidos de forma simultânea.

O reabastecimento, de acordo com a FAB, dura cerca de 15 minutos, sendo 1/3 do tempo necessário para o combustível passar do Hércules C-130 ao caça. O procedimento é considerado essencial para aumentar a autonomia das aeronaves de combate em deslocamentos distantes, operações táticas reais ou exercícios de guerra.

Acompanhe
nossas
redes sociais