Corte de luz fecha inspetoria veterinária

Teutônia

Corte de luz fecha inspetoria veterinária

Emissões de documentos precisaram ser encaminhadas para Estrela e Westfália

Por

Teutônia

Falta de funcionários e atraso no pagamento da conta de luz da inspetoria veterinária prejudicam produtores. Nessa terça-feira, agricultores se depararam com um cartaz na porta do prédio informando os motivos para o fechamento da unidade. A solução foi procurar o serviço de emissão de Guia de Transporte Animal (GTA) em Westfália e Estrela.

Sem o documento, as cooperativas são impedidas de recolher plantéis de frangos, suínos e bovinos. Carmo Wiebusch, 50, procurou a inspetoria para conseguir a GTA para dez mil aves e 15 bois. No entanto, teve de ir até a cidade vizinha para não ter prejuízos. Desde jovem, trabalha na agricultura e nunca havia ocorrido isso. “É assim: o Estado cobra dos produtores e quando ele tem que pagar atrasa.”

Antônio Müller compra e vende gado e suínos. Por semana, negocia até seis animais. Nessa segunda-feira, precisou da GTA, mas a inspetoria estava fechada. A solução foi solicitar o documento em Estrela. Na terça-feira, o problema persistiu. “Não tive muitos prejuízos, mas isso aumenta os gastos com combustível.”

O coordenador regional, Kleber Mello, diz que houve “problema técnico”. Segundo ele, todas as contas são encaminhadas ao governo do Estado, em Porto Alegre. Com a suspensão momentânea, Mello foi trabalhar em Estrela. “Não tem o que fazer sem luz. Todo o sistema é informatizado.”

Saiba mais

A sede em Teutônia tem uma funcionária em tempo integral e um veterinário em dias intercalados. Em média, são atendidos 30 criadores por dia. Durante este mês, os dias com expediente reduziram devido às férias da secretária. A maioria dos agricultores procurou Westfália para emissão de documentos. Marlise Dörr atende em Westfália e contabiliza 600% de aumento no serviço prestado.

Acompanhe
nossas
redes sociais