Maioria dos estupros ocorre dentro de casa

Você

Maioria dos estupros ocorre dentro de casa

Só nos cinco primeiros meses deste ano, 21 crianças ou adolescentes foram abusadas

Por

A prisão de um homem, na tarde dessa quarta-feira, acusado de estuprar e torturar duas enteadas, retrata um dado preocupante na região. Neste ano, a média de crianças e adolescentes estuprados, na maior cidade do Vale do Taquari até o fim de maio, é de um caso por semana. Em 2011, foram 39 registros.

v

Conforme a delegada Márcia Scherer, cinco pessoas foram presas em 2012. O número baixo tem uma justificativa. “O Judiciário, por se basear em antecedentes, não colabora para que mais pessoas sejam punidas por estes crimes.” Ela lamenta o fato da maioria dos casos não chegar ao conhecimento da polícia, em função do medo da vítima sofrer represálias do agressor.

As vítimas têm um perfil semelhante. Na maioria, são meninas de 4 a 14 anos. Cerca de 95% dos casos de estupro ocorreram dentro de casa, praticados por pais, padrastos e avôs. “Estes crimes são praticados muitas vezes e durante anos.” Segundo ela, em alguns casos, as vítimas só se encorajaram a falar sobre o problema depois de completar 50 ou até 60 anos.

Os estupros realizados na rua são, em geral, cometidos contra prostitutas. Nestes casos e também quando o crime envolve mulheres adultas, as ocorrências policiais ocorrem com mais frequência. “Com essas pessoas, é normal que o ato seja isolado.”

Porém isso não ocorre quando a situação envolve relações entre casais, pais, filhos, padrastos e enteadas. “Há situações em que a mulher foi estuprada pelo companheiro por anos, mas não quis processar por ter vergonha de expor o problema.”

Tortura e abusos em família

O caso mais recente gerou a prisão de um casal acusado de abusar e torturar duas adolescentes em Lajeado. Policiais prenderam, na tarde dessa quarta-feira, um homem que abusava sexualmente, maltratava e mantinha como escravas duas enteadas. A mãe das meninas foi indiciada por compactuar com o crime. Conforme a delegada, ela buscava anticoncepcionais e limpava os ferimentos.

As duas meninas eram estupradas todos os dias. A mais velha era obrigada a vender CD’s e DVD’s piratas para ajudar na renda da família. Elas eram torturadas com choques elétricos e, por vezes, precisavam se ajoelhar em tampas de garrafas.

De acordo com a delegada, o casal foi indiciado por estupro, tortura qualificada, escravidão e falsidade ideológica. As duas meninas estão hoje sob cuidados da avó materna que mora em outra cidade.

Saiba mais

– Conforme dados da Unicef, 20% das mulheres e 10% dos homens de todo o mundo sofreram algum tipo de abuso sexual;

– De todos os casos de violência sexual, a estimativa é que apenas 6% dos criminosos é preso;

Acompanhe
nossas
redes sociais