Comércio lota no último dia de compras

Notícia

Comércio lota no último dia de compras

Por

Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Donos de lojas e su­permercados dão dicas para os leito­res desviarem das filas. A projeção é de que será o maior movimento do ano no comércio, mais nos super­mercados.

Milhares de pessoas fazem como a dona de casa Fabiane Muller, 32, que sempre deixa as compras para a última hora. Para ela, comprar perto da data inspira mais. Duran­te as negociações nas lojas, carrega um encarte e uma lista com nomes e presentes. Entre eles, o do marido e dos dois filhos.

comO gerente de um supermer­cado de Lajeado, Elton Fischer estima atender 25 mil pesso­as entre sexta-feira e sábado. Segundo ele, todos os anos o cliente deixa as compras de alimentos para a última hora.

Conforme a Associação Gaúcha de Supermercados (Agas), a indústria de bebidas garantiu que neste ano não ocorrerão atrasos na entrega dos produtos, assegurando abastecimento nas gôndolas.

Os supermercados gaúchos deverão vender pelo menos 1,3 milhão de caixas de bombons até o dia 24 – considerado pelo consumidor uma opção de presente de última hora.

A projeção é de que as ven­das nos supermercados cres­çam 33% na sexta-feira, em relação à quinta; e 12% no sábado, em relação à sexta. Na região, o atendimento no dia 24 será até as 19h. No do­mingo, dia 25, os estabeleci­mentos fecham.

No comércio, o horário esten­dido se encerra nesta sexta-feira. No sábado, lojistas tra­balham até as 17h. A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Lajeado acredita que os resul­tados deste ano superarão em mais de 10% os de 2010.

Os produtos mais procura­dos neste ano foram os eletrô­nicos, como: televisores telas planas, câmeras digitais e ce­lulares smartphones. A apos­ta inicial foi em ares condicio­nados, mas as vendas ficaram equilibradas com 2010.

A proprietária de uma loja de roupas de Lajeado, Janaina Elena Bohl calcula um cres­cimento de 34% nas vendas deste ano em relação ao mes­mo período de 2010. Segundo ela, os horários estendidos – ao meio-dia e depois das 18h – favorecem as compras. Janaina conta que em 2011 o consumidor procurou peças mais baratas para levar em maior quantidade.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Defesa do Con­sumidor (Idec), é preciso ter um cuidado maior (veja di­cas) nas compras de última hora para evitar problemas como trocas e devoluções de produtos.

Dicas

As compras às pressas e as filas em lojas e estacionamentos podem causar alguns proble­mas. Veja as dicas dos especialistas.

– Faça uma lista com nomes de pessoas presenteadas;

– Imagine uma lembrança para cada uma delas;

– Pesquise preços em encartes ou internet para facilitar a procura;

– Leve a propaganda na hora de negociar valores;

– O pagamento à vista é a melhor opção, os descontos são maiores;

– O preço na opção de pagamento com cartão deve ser o mesmo que o à vista;

– Teste os eletrônicos antes de levar para casa.

Fonte: Instituto de Defesa do Consumidor

Acompanhe
nossas
redes sociais