Corte de IPI estimula vendas

Notícia

Corte de IPI estimula vendas

Por

Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

O governo reduziu o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) de alguns dos principais itens da indústria de eletrodomésticos a fim de estimular as vendas de Natal. Os valores dos produtos da linha branca permanecem livres do tributo até, pelo menos, o dia 31 de março de 2012.

ipiA taxa que incide sobre o preço de fábrica zerou para os fogões (antes 4%) e máquinas de lavar semiautomáticas, conhecidas também como tanquinho (antes 10%). Para máquinas de lavar automáticas caiu de 20% para 10% e, para as geladeiras, a taxa foi reduzida de 15% para 5% (veja no boxe a projeção de preços para o Vale).

O gerente de uma loja de móveis e eletrodomésticos de Lajeado, Sérgio Xavier diz que a redução de IPI é direcionada às indústrias. Será sentida pelos consumidores quando as lojas começarem a repor os estoques.

Espera uma redução de preços entre 12% a 15% a partir do segundo semestre como ocorreu em 2010. A partir do dia 12, o movimento no comércio tende a atingir o pico do ano. Para maior comodidade, a dica é visitar as lojas das 8h até as 10h e das 13h até as 15h.

Menos preços, mais filas

As compras de Natal, potencializadas pelo 13º salário, tendem a aumentar o faturamento da loja em 80%. Os crediários, com juros médios de 4,5% ao mês, podem registrar o dobro de procura em relação a novembro.

Fornos elétricos e micro-ondas terão uma redução de 5% a 6% para aproveitar a boa fase do mercado. “As promoções de época são outro atrativo das lojas.”

Na tarde dessa quinta-feira, a dona de casa estrelense Loiva Santi pesquisou preços de geladeiras e ventiladores de teto em lojas do centro de Lajeado. Acredita que embora os preços estejam mais baixos a partir da segunda quinzena, a movimentação no comércio será intensa e haverá menos opções de modelos e esto