Para TSE, Daniel Fontana está sem partido

Notícia

Para TSE, Daniel Fontana está sem partido

Por

Dreams - Lateral vertical - Final vertical

Três dias depois do anúncio da dobradinha Ito Lanius (PMDB) e Daniel Fontana como pré-candidatos à prefeitura para 2012, o plano da coligação formada por oito partidos pode ser inviabiliza­do. Fontana não aparece na lista do PC do B divulgada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na internet.

A informação surpreendeu alguns líderes políticos da recém-formada coligação. O presidente municipal do PV, André Kielling desconhecia o fato. Ele acredita que houve uma falha do TSE no momento de elaborar a pla­nilha. “Para mim, ele estava filiado desde o início.”a

A opinião é compartilhada pelo pre­sidente do PSD, Vitor Gerhardt, o Koky­nho. Ele desconhecia o fato, mas afir­ma que os dados disponibilizados na internet pelo TSE não são confiáveis e argumenta que passou por situações semelhantes em anos anteriores.

Em um dos casos, pessoas saíram do PSDB – legenda que fazia parte até outubro deste ano –, mas os no­mes permaneciam na lista.

O político salienta que o erro só foi corrigido depois que o cartório da 29ª Zona Eleitoral verificou o registro manual e constatou a falha. “Esta informação (da não filiação) não me parece ser oficial.”

Lanius é um dos que sabia da si­tuação de Fontana. Segundo ele, há outros casos em que as filiações fei­tas até 7 de outubro não foram regis­tradas pelo TSE e acredita que a lista está desatualizada.

Fontana X TSE

Fontana contrapõe o TSE. Ele afirma que está filiado ao PC do B desde 26 de setembro, conforme o sistema. O registro foi feito no Cartório Eleitoral de Lajeado. Ou­tros oito nomes na lista da sigla não constam na lista do tribunal.

Uma das funcionárias da cor­regedoria do TSE, Márcia Pontes, analisou o documento. Segundo ela, a relação encaminhada é in­terna, elaborada pelo PC do B, ainda não processada pela Justiça Eleitoral.

Ela afirma que, se a relação for submetida ao tribunal pela in­ternet, os dados deverão ser atu­alizados apenas em abril. Confir­mando-se a data de filiação antes de 7 de outubro, Fontana poderá concorrer. Márcia ressalta que não houve falha no sistema do TSE, mas, sim, de encaminhamento por parte do PC do B.

“Estou à disposição do partido paraconcorrer como vice”

O líder do PTB nas nego­ciações com a coligação, An­tonio Schefer, era outro que não sabia da situação de Fon­tana. Mesmo alegando não se manifestar antes de ter um conhecimento oficial, se ofere­ceu para a coligação. “Estou à disposição do partido para concorrer como vice”.

Ele acredita que terá chan­ces de conquistar mais votos por estar próximo de diversas comunidades lajeadenses, em especial as mais carentes.

Quem será o vice-prefeito não importa para o PSD. Kokynho ressalta que só acei­tou participar da coligação devido a Lanius, com quem trabalhou na época em que ambos estavam no PSDB. “Também acreditamos que o PT pode vir (para a composi­ção).”