Construmóbil

Notícia

Construmóbil

Por

Gustavo Adolfo 2 - Lateral vertical - Final vertical

Iniciou ontem a quinta edição da Feira da Construção Civil, Mobiliário e Decoração do Vale do Taquari – Construmóbil 2011, que se estende até domingo. O evento, que começou em 2003 é um dos mais bem conceituados do estado neste segmento, e Comissão Organizadora espera um público visitante superior a 40 mil.

Durante a solenidade de abertura, o presidente da feira, João Alberto Fluck falou sobre a temática do evento, cujo tema é “Sustentabilidade – Siga as No­vas Tendências”. Segundo ele, o setor da indústria da construção sempre causou impactos ambientais. “Está na hora deste setor, assim como a arquitetura, se adequarem para diminuírem estes impactos.” Ele lembra que, em muitos países os governos cobram este tipo de atitude das empresas do ramo.a

A prefeita Carmen Regina Cardoso diz que Lajeado é expoente na criação desse tipo de evento, e afirma que isto é reflexo do “trabalho sério” dos profissio­nais do setor em parceria com o poder público. Representando o governo do estado, o secretário de Obras Públicas e Desenvolvimento Urbano, Luis Carlos Busato diz que a região é referência no ramo imobiliário e da construção civil.

Financiamentos e rodada de negócios

Serão 300 expositores divididos nos três pavilhões e pátio do Par­que do Imigrante. Destas, 30% são de outras regiões e de fora do esta­do. Destque para as oportunidades de compra e aluguel de imóveis por meio da participação de nove imobiliárias. O grupo oferece na feira mais de oito mil opções em venda e locação residencial e co­mercial.

A Caixa Econômica Federal (CEF) oferece R$ 50 milhões para finan­ciamentos de imóveis, sendo que 35 milhões serão destinados à ha­bitação, pessoa física e jurídica e Construcard. Outros R$ 15 milhões serão para capital de giro, inves­timentos, aquisição de veículos e Finame – Programa do Banco Na­cional de Desenvolvimento Econô­mico e Social (BNDES) para aquisi­ção de máquinas e equipamentos.

Hoje, a partir das 8h, ocorre a Rodada de Negócios do Sebrae. O encontro proporcionará o contato direto entre empresas fornecedo­ras e compradores dos produtos. Esta confirmada a presença da Pe­trobras, por meio do polo naval de Rio Grande/RS. A maioria das em­presas compradoras cadastradas são de fora do Vale do Taquari, de cidades como Porto Alegre, Santa Cruz do Sul e Estância Velha.

Destaque também para a Mos­tra Arquitetura, que terá oito ambientes ocupando cerca de 350 metros quadrados no pavilhão 3. Será um local para apresentar as últimas tendências em decoração e materiais para o lar.

Setor cresce de forma acelerada

O setor da construção civil vem crescendo nos últimos três anos. Dados da Secretaria de Planejamento (Seplan) de Lajeado mostram que em 2009 foram 1.213 projetos protoco­lados, representando 253,4 mil metros quadrados em constru­ções. No ano seguinte, os núme­ros aumentaram para 1.384 e 298,2 mil metros quadrados.

Em 2011, os índices de janeiro a julho provam que os números seguiram crescendo. Foram re­gistrados, até julho, na Seplan 589 projetos, o que representa 161, 4 mil metros quadrados de novas edificações. De acordo com a Relação Anual de Infor­mações Sociais (Rais), divulga­da em 2010, o Vale do Taquari possui 591 estabelecimentos na área de construção civil que ge­ram 3.555 empregos.

Expositores aguardam bons negócio

Sócia de uma imobiliária lajeadense, Lia­ne Luccas expõe pela primeira vez na Cons­trumóbil. Segundo ela, relatos de outros empresários a convenceram a participar do evento. “Sempre falaram de bons negócios gerados pela feira. Nossa expectativa é con­cretizar isto a curto prazo.”

Edison Musskopf e Rafael Winter são só­cios de uma empresa de esquadrias, e parti­cipam da feira desde a primeira edição, em 2003. Eles elogiam o evento e garantem que, a longo prazo, os retornos são garantidos. “Participamos de todas e sempre percebe­mos uma melhora nos negócios.”

Foco será a Sustentabilidade

O tema desta edição da feira será a sus­tentabilidade. Os espaços servirão para que as empresas mostrem seu potencial susten­tável tanto em projetos simples, como em grandes construções. Uma equipe fará um levantamento do volume de carbono gera­do, levando em conta aspectos como quanti­dade de lixo e gastos de energia e água. Esta informação apontará a quantidade de árvo­res que deverão ser plantadas como forma de compensar, garantindo ao evento o selo de “Carbono Neutro”.

Outra ação programada será o recolhi­mento de lixo eletrônico por meio de uma equipe voluntária do Serviço Social do Co­mércio (Sesc). Poderão ser entregues com­putadores, celulares, carregadores, baterias, telefones de mesa, cabos, PCs e monitores, e outros no sábado, das 14h às 18h, ao lado da bilheteria do Parque do Imigrante.

Histórico da feira

Tudo começou em 2003 com a realização da primeira edi­ção da então chamada Cons­trumóvel. Em 2005, o evento contou com a participação de 250 expositores, recebeu um público de 30 mil visitantes, e cerca de R$ 12 milhões foram gerados em negócios. Os nú­meros aumentaram na edição de 2007, quando 300 estan­des de exposição geraram cerca de R$ 14,7 milhões em negócios.

Na quarta edição realiza­da em 2009, foram 300 ex­positores, 34 mil visitantes e R$ 15 milhões em negócios. Para este ano, a expectativa é de um público superior a 45 mil, e a projeção de ne­gócios gira em torno de R$ 20 milhões.

A Construmóbil 2011 é uma promoção da Associa­ção Comercial e Industrial de Lajeado (Acil) e Prefeitu­ra de Lajeado. Conta com o patrocínio de Caixa Eco­nômica Federal, Construto­ra Diamond, Sindicato da Construção Civil do Vale do Taquari (Sinduscom VT) e Vonpar.

Programação

21/09 – quarta-feira

20h – Acidentes de trabalho e ações regressivas

do INSS

22/09 – quinta-feira

8h – Rodada de negócios do Sebrae

15h30min – Construção sustentável

18h – Debate sobre as responsabilidades do profissio­nal da Engenharia e Arquitetura

20h – Arquitetura em Portugal: Arquitetura e Urba­nismo contemporâneos face à ideia do sustentável

23/09 – sexta-feira

14h – Meio ambiente e a construção civil

20h – Interação e compatibilidade do telhado verde com diversas práticas de construção sustentável

Horários de visitação

Dia 21/09 (quarta-feira) – 18h (abertura) às 22h

Dia 22/09 (quinta-feira) – 14h às 22h

Dia 23/09 (sexta-feira) – 14h às 23h

Dia 24/09 (sábado) – 10h às 23h

Dia 25/09 (domingo) – 10h às 21h

Ingresso único: R$ 5

Acompanhe
nossas
redes sociais