Preço da carne suína diminui até 40%

Notícia

Preço da carne suína diminui até 40%

Por

Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Os consumidores pa­gam menos pela carne suína. Se há 25 dias o quilo do pernil custava, em média, R$ 10 nos supermerca­dos, hoje o valor é de até R$ 6. O açougueiro de um supermercado, Natalício Mallmann, acredita que o preço pode diminuir mais 7% nos próximos dias.

A queda no preço aumentou a procura pelo produto. Em um su­permercado de Lajeado, o estoque foi vendido no fim de semana, e os consumidores só encontraram derivados da carne suína – como salsichão e bacon.

carneA família de Imaiara Cabral com­pra carne bovina e frango durante a semana, deixando o porco para os fins de semana. Ela salienta que pode comprar mais carne suína, se o preço permanecer em queda.

Nem todos os empresários sen­tiram a mudança no comporta­mento do consumidor. O pro­prietário de um minimercado, Alfredo Baum diz que a venda da carne suína foi a mesma que a do mês anterior.

A queda é resultado das restri­ções do governo russo às expor­tações de carnes produzidas no estado. Para evitar prejuízos, os produtores investiram no merca­do interno.

Motivos da queda do preço

No início do mês, a Rússia proibiu os produtores brasileiros de exportarem carne suína. Eles desconfiam da qualidade da ins­peção sanitárias brasileira;

Oitenta e nove unidades de produção foram afetadas pela de­cisão no país. No estado, 27 em­presas foram prejudicadas, sendo seis delas com sede no Vale;

Os empresários brasileiros acreditam que haja motivos co­merciais por trás da decisão rus­sa. Eles dizem que as empresas gaúchas são destaques na cate­goria de abate.

A decisão atingiu os frigoríficos gaúchos, que destinam 71% das 188 mil toneladas produzidas ao país europeu.

O Brasil é o maior vendedor de carne para a Rússia que, por sua vez, é o maior importador de car­ne do Brasil. Essa receita gerada anualmente fica próxima de US$ 2 bilhões. Antes da proibição, 236 empresas brasileiras expor­tavam para o mercado russo.