Ações mobilizam cidades para combater drogas

Notícia

Ações mobilizam cidades para combater drogas

Por

Gustavo Adolfo 2 - Lateral vertical - Final vertical

Na Semana Gaúcha de Combate à Dro­gadição, municípios organizam eventos para promover a valorização da vida. Em Lajeado, uma ca­minhada ocorreu no centro. Ao lado no coreto da Praça da Ma­triz, viciados fumavam crack alheios à ação.

A presidente do Conselho Mu­nicipal de Entorpecentes (Co­men), Diana Vivian, diz que foram feitas Rondas Sociais. Mas, estas foram sem sucesso. Nas ocasiões, a Brigada Militar (BM) e membros da Secretaria Municipal de Saúde convida­vam os mendigos e viciados a se tratarem.

drogasVivian afirma que os usuá­rios se apropriam das praças e não há como obrigá-los a sair. “Eles têm direitos de ir e vir.” Por semana, mais de 500 pesso­as procuram o Centro de Aten­dimento Psicossocial de Álcool e Drogas (Caps-AD).

Segundo a presidente do con­selho, o álcool, na maioria dos casos, é a “porta de entrada” para outras drogas. Ela cita que o Fórum Municipal da Drogadi­ção trabalha com o número de dois mil usuários de droga em Lajeado, mas diz que o número pode ser bem maior, devido aos migrantes.

Na manhã de segunda-feira, escolas das redes particular, es­tadual e municipal foram con­vidadas a participarem das pro­gramações. A caminhada em Lajeado se iniciou às 9h30min.

Programação

27/06 – 9h30min – Caminhada pela Vida, com saída em frente à Casa de Cultura;

28/06 – Teatro O Tempo da Descoberta, no Centro Comunitário Evangélico, com sessões às 9h30min, às 15h, e às 19h30min (aberta à comunidade);

29/06 – 14h – Fórum de Discussão sobre vida e prevenção, com enfoque nos locais de tratamento de dependentes, na plenária da câmara de vereadores;

30/06 – Dia de Conscientização do Combate às Drogas na Escola.

Campanha usa venda de drogas lícitas como tema

Em Cruzeiro do Sul, o Conselho Muni­cipal de Entorpecentes (Comen) realiza a Campanha Seja Legal. Os organizadores querem conscientizar os proprietários de bares e lancherias da região a não ven­derem álcool e cigarros para menores de 18 anos.

Ontem pela manhã, a turma do 5º ano da Escola Anita Garibaldi realizou uma blitz no centro e teve o apoio da Brigada Militar, Polícia Civil e Conselho Tutelar.

Durante a ação estudantes colaram adesivos e distribuíram material publicitá­rio aos motoristas. No decalque, a afirma­ção: “Sou Legal”.

Para a soldado Elizandra Schenkartczuk, é importante a aproximação dos alunos com a campanha. Segundo a presidente do Comen, Elisangela Beatriz Becker, a entidade que existe desde dezembro de 2009 participa pela primeira vez da Se­mana Estadual de Combate às Drogas.

Segunda os organizadores, trabalhar com o tema sobre as drogas liberadas, mas proibidas para menores de 18 anos como álcool e cigarro, combate o proble­ma no início. “É no sentido de legalidade, para que estabelecimentos não vendam essas drogas às crianças.”

Nos cartazes distribuídos no comércio, há a frase: “Não permito que seja vendido álcool e cigarros a menores de 18 anos”. Elizandra afirma que não é uma ação punitiva aos comerciantes, mas de alerta. Para ela, essas drogas levam a outras.

De acordo com o Estatuto da Criança e Adolescente, é proibida a venda de bebidas alcoólicas e cigarros para menores, inclusi­ve com a autorização dos pais. Conforme Elizandra, há muitos casos de crianças que bebem álcool dentro ou fora das escolas, o que preocupa o conselho, pois elas estão predispostas a usar drogas ilícitas.

Diversas escolas participam da cam­panha como escolas estaduais João de Deus, São Rafael, Anita Garibaldi, Itai­pava Ramos e escola municipal Jacob Sehn. Conforme a presidente, todas as escolas participarão da campanha du­rante a semana.

Acompanhe
nossas
redes sociais