Livros voltam às prateleiras

Notícia

Livros voltam às prateleiras

Por

Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

A Biblioteca Pública Barão do Rio Branco iniciou na última semana a recuperação dos livros deteriorados pelo manuseio e envelhecimento. São mais de 200 obras, entre as dez mil existentes, que estavam em caixas esperando o reparo.

livroDepois de fazer um curso de restauração na Univates, a professora de Educação Artística, Clari Führ iniciou a triagem, identificando os danos. Só no primeiro mês, 57 livros tiveram as capas trocadas e as páginas costuradas. “Tento manter a originalidade.”

Ela afirma que quando estão muito danificados, o cuidado é redobrado. As folhas recebem produtos para neutralizar a ação das traças e fungos, mas a umidade e a qualidade da matéria-prima e dos produtos inseridos nas páginas aumentam a fragmentação do papel.

Conforme a professora, faltam livros didáticos para a sua área – Educação Artística. Foram registrados no último mês a movimentação de 230 leitores que leram 609 obras. “O importante é que existam interessados pela leitura.”

A biblioteca fica na Secretaria de Educação e Cultura, na rua João Carlos Machado e atende ao público de segundas a sextas-feiras, das 8h às 11h45min e das 13h30min às 16h45min. Nas quintas-feiras, o expediente se estende até às 19h.

No ano passado, ela recebeu do Ministério da Educação e Cultura (MEC) um kit modernização composto por mil livros e alguns objetos como mesas, tapetes e pufs para incentivar a leitura no local.