Espaço para tornar o produto da região rentável

Notícia

Espaço para tornar o produto da região rentável

Por

Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

A região tem hoje um dos maiores índices de popu­lação rural do Rio Gran­de do Sul. No total, 27% das pessoas dependem da agricul­tura para sobreviver, fazendo com que 82% do Valor Adicionado Fiscal da região provenham do agronegó­cio. Mesmo com esta realidade fa­vorável, apenas 20% de tudo que é consumido é produzido no Vale.

A 2ª Feira Nacional de Máqui­nas, Equipamentos, Produtos e Serviços para a Agroindústria Familiar (Agroind), que ocorre de 13 a 17 de julho no Parque do Imigrante, busca tornar rentável os produtos fabricados na região, proporcionado visibilidade às pe­quenas e grandes agroindústrias familiares. Segundo o presidente da feira, Oreno Ardêmio Heineck, o pequeno produtor precisa de incentivo para não abandonar a propriedade. “Precisamos oportu­nizar a chance para eles transfor­marem sua matéria-prima, que é de boa qualidade, em produtos rentáveis”, opina.

agroHoje, a região tem mais de 17 mil propriedades rurais, e base­ado neste montante, a comissão organizadora da feira espera por um público superior a 55 mil pes­soas. A expectativa de negócios é próxima de R$ 10 milhões. Serão 310 expositores, entre agroindús­trias familiares e fornecedores de máquinas e serviços oriundos do sul do país, e de outros estados como São Paulo e Minas Gerais.

O evento é uma organização da Associação Comercial e Indus­trial de Lajeado (Acil), Câmara de Indústria, Comércio e Serviços do Vale do Taquari (CIC-VT), Federa­ção dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), Prefeitura de La­jeado e Emater/RS.

Destaques da feira

As novidades de prestadores de serviços, produtores de máquinas e equipamentos, e de centenas de pequenas agroindústrias fami­liares serão o destaque da feira. Haverá grande variedade de pro­dutos, como queijos e geleias. Os alimentos orgânicos terão uma atenção especial nesta edição da feira, inclusive com espaço singu­lar de exposição.

O seminário sobre o tema, marcado para o dia 15, será fo­cado nas pessoas que já possuem agroindústrias familiares ou as que pretendem iniciar atividade na área. No dia 16, haverá uma apresentação sobre as oportuni­dades para os pequenos produto­res, como por exemplo, o abaste­cimento da merenda escolar.

Os visitantes poderão participar de uma série de eventos técnicos, que oferecem orientação e qua­lificação ao setor. Rodadas de negócios, seminários e palestras técnicas também fazem parte da programação. Linhas de crédito especiais para a venda de produ­tos expostos na feira, e café colo­nial com produtos das agroindús­trias familiares participantes são outras atrações.