Cães soltos interrompem entrega de cartas

Notícia

Cães soltos interrompem entrega de cartas

Por

Gustavo Adolfo 2 - Lateral vertical - Final vertical

Os moradores das ruas Ernesto Alves, no cen­tro, e Bom Retiro, no loteamento Marmitt, estão há um mês sem receber suas correspondências em casa. A diretoria dos Correios do mu­nicípio suspendeu os serviços devido aos cachorros soltos nos dois locais.

caesO supervisor dos carteiros, Luis Jacobs, conta que os recor­rentes casos de profissionais mordidos durante o trabalho motivou a decisão. Segundo ele, isso virou rotina. O último caso foi há duas semanas.

Ele ressalta que alguns mora­dores se eximem da responsabi­lidade. Jacobs diz que é comum os proprietários negarem que são os donos, quando um cão tenta morder o carteiro.

A diretora adjunta da agência, Elisabeth Maria Walter, salienta que em todos os bairros os fun­cionários encontram dificul­dades para realizar o trabalho. Conforme ela, os carteiros rpe­dem aos vizinhos, que avisem os moradores que a correspon­dência deverá ser retirada na agência.

Elisabeth diz que, quando as pessoas reclamam da falta de carteiros, os profissionais são consultados e informam que há cachorros soltos nos locais na maioria das vezes. “Cada dia está pior.”

É o caso da rua Ernesto Alves. Paula Cristina Pires, 33 anos, in­forma que não recebe correspon­dências há um mês. De acordo com ela, o serviço prestado foi prejudicado depois que uma fa­mília se mudou para a casa ao lado com seis cães, há dois anos.

A casa não tem portões e os ca­chorros ficam soltos na rua, ame­açando os demais. Paula diz que foi obrigada a instalar um portão em seu terreno para evitar que os animais o invadissem. A vizinha não quis se manifestar.

O mesmo problema ocorre no loteamento Marmitt, no bairro Moinhos. De acordo com Maria Santos Cruz, 51 anos, uma car­teira evitou entregar as corres­pondências na rua Bom Retiro do Sul devido a dezenas de cães que estão soltos pela rua. A cena é repetida todas as manhãs.

Secretaria pode notificar os moradores

A secretária de Meio Ambien­te, Ângela Schossler, solicitou a Elisabeth um levantamento de todos os locais em que os cartei­ros têm dificuldades devido aos cachorros soltos. Ela diz que ten­tará conscientizar os moradores sobre os cuidados e os deveres para quem quer criar um ani­mal de estimação.

Ângela se comprometeu a visi­tar os pontos considerados críticos pelos carteiros. Ela garantiu que, de posse desses dados, conversará com os moradores sobre a neces­sidade de regularização. Caso os problemas continuem, a fiscaliza­ção notificará os responsáveis.

De acordo com a secretária, os moradores poderão ser multados se os animais tiverem sinais de maus tratos. O trabalho será de­senvolvido ao longo do ano.

Fique atento

– A diretora adjunta dos Correios do município solicita que os moradores que têm cães os prendam no pátio;

– Para evitar que as correspondências não sejam entregues, recomenda a instalação de caixas para cartas e jornal;

– Caso o morador não recebeu as correspondências, deve ligar para a agência para saber os motivos. As cartas que não são retiradas são devolvidas aos remetentes.

Acompanhe
nossas
redes sociais