Voluntários retiram 5,5 toneladas de lixo do rio

Notícia

Voluntários retiram 5,5 toneladas de lixo do rio

Por

Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

A expectativa dos organizadores de encontrar menos lixo nas margens e leito do Rio Taquari não se concretizou.

Ao todo, foram 5,5 mil quilos de lixo e entulhos retirados em pouco mais de quatro horas de trabalho, envolvendo mais de 300 voluntários. O número superou em 1,5 toneladas a edição de 2010. Os trabalhos foram concentrados em um trecho de 4,5 quilômetros, envolvendo Estrela e Lajeado.

taquariA iniciativa é da Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil), por meio da unidade da Parceiros Voluntários na cidade. Na primeira edição, em 2007, foram recolhidos 1.106 quilos. No ano seguinte, o número aumentou para 1.282 quilos. Em 2009, com cerca de 250 voluntários, foram recolhidas duas toneladas. Desde o início, a ação retirou das margens do rio quase 13 mil toneladas.

Tecidos, pneus, madeira e plástico foram os materiais mais encontrados. Também foram retiradas peças de computadores, televisores e restos de construção. Cerca de 770 quilos de plástico e 372 de vidro fizeram parte do montante, que será exposto em frente à Prefeitura de Lajeado.

As fotos do evento serão expostas nas redes de ensino municipal de Lajeado e região, por meio da mostra Espelhos – Como o Rio Taquari nos Vê. Empresas podem solicitar a exposição, que deverá ocorrer no UnicShopping, Univates e Casa de Cultura.

Pequenos voluntários se destacam

Entre os voluntários, destaque para as crianças. Pedro Sulzbach, morador de Estrela, levou as duas filhas e a mulher para ajudar. Foi a primeira vez que eles participaram. “Acho importante as crianças perceberem desde cedo a cuidar do ambiente natural.” Eduarda, sua filha mais velha, descreve o que viu. “Acho uma pena ver roupas e papelão jogados próximos do rio. Isto poderia ser melhor aproveitado.”

Catarina Motta, de 8 anos, foi recolher lixo na companhia da mãe, Ana Paula Motta. Ela diz que recolheu muitos pneus, garrafas, e se surpreendeu ao encontrar roupas íntimas. “Vi até um sutiã, acho muito feia toda essa sujeira.”

Mais de 300 voluntários

A margem do Rio Taquari foi tomada por pessoas de diferentes idades, crenças e classe social. Todos se juntaram num trabalho voluntário em prol de um mesmo objetivo, emocionando o coordenador estadual da Parceiros Voluntários, Paulo Afonso Beleganti. “Estou surpreso com a grandeza do trabalho. O mais importante é que cada voluntário seja um agente de mobilização dentro da sociedade.”

Os pescadores Gilberto Bladt, Ildo Salthier, Agenor Ritter e Dirceu Fuch participaram pela primeira vez da mobilização. Eles costumam pescar em Bom Retiro do Sul, na cascalheira localizada após a barragem e lamentam a falta de mobilização naquele local. “Infelizmente os outros municípios não participam. Viemos até aqui, pois sabemos que o lixo refletirá em qualquer ponto do rio”, salienta Ritter.