Vendas de Páscoa devem crescer 20%

Notícia

Vendas de Páscoa devem crescer 20%

Por

Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Neste ano, a Páscoa será comemorada no dia 24 de abril, dois meses após o período de investimento em materiais escolares. Em 2010, as datas coincidiram, interferindo nas compras.

Em relação ao ano passado, a expectativa da Associação Gaúcha de Supermercados (Agas) é um aumento de 20% nas vendas de produtos relacionados à data.

Dados da entidade apontam que em 2010 vendeu-se 7,5 milhões de ovos de chocolate, quatro milhões de caixas de bombons.

pascoaEste ano, os produtos estarão de 3% a 5% mais caros. A variação apontada como pequena motiva o otimismo do setor.

Desde o último trimestre de 2010, as indústrias do ramo intensificam as contratações para garantir os prazos de entrega e atender o aumento das encomendas. A projeção é de que sejam gerados mais de 1,3 mil empregos temporários.

De acordo com Harri Schneider, gerente de uma fábrica de chocolates com sede em Estrela, recentemente nove funcionários entraram na equipe para atender a demanda. A expectativa é de que sete permaneçam.

“Acredito que esta será a melhor Páscoa dos últimos dez anos para o ramo”, comemora. Segundo ele, os ovos trufados de avelã e maracujá são a aposta de sucesso, assim como os ovos com presentes que lideraram as vendas no ano passado.

Após a Páscoa, muitos manterão o vínculo empregatício, em contratos de meio turno. A medida garantirá mão de obra para setembro, início da produção para o Natal.

A dica do economista Adriano Strassburger é comprar à vista ou encurtar o número de parcelas.

A presidente da Câmara dos Diretores Lojistas (CDL) de Lajeado, Célia Beatriz Paz, diz que a entidade prepara atividades para o período (veja box). A fim de levar promoções e atividades aos bairros e estimular o comércio longe do Centro.

Produção caseira vive boa fase

Paula Kieling Labres, gerente de uma loja de guloseimas no centro de Lajeado, concorda com a projeção otimista para 2011. Ela diz que as pessoas buscam os cursos de qualificação oferecidos pela empresa, muitas vezes gratuitamente em parceria com empresas, para lucrar com a venda dos chocolates caseiros.

Segundo a profissional, uma pessoa poderá ganhar em torno de R$ 1,2 mil, aproveitando as horas livres nos dias que restam até a Páscoa. Para tanto, deve se esforçar na qualidade do produto, investir em embalagens e em divulgação. “Trabalhando sozinho, vende-se em média 60 itens a um preço que varia de R$12 a R$17 por quilo”, diz.

Na quinta-feira, 15 mulheres participaram da oficina de coberturas de chocolate, trufas e ovos artesanais, ministrada por Maristela Marques. A profissional veio de Porto Alegre, patrocinada por uma marca que aproveita a oportunidade para divulgar seus produtos. “Os cuidados com a higiene e conservação são fundamentais”, aconselha.

Há três anos, Rose Dalmoro Belo, ganha com a venda de trufas durante todo o ano – de R$ 200 a R$ 300 mensalmente a um preço médio de R$ 2,50 – e chocolates alusivos a Páscoa e o Natal.

Até o dia 24 de abril, Rose projeta uma venda de mais de 200 ovos de chocolate que custam menos da metade do preço de supermercados, principalmente para amigos e empresas. Ela diz que o dinheiro ajuda nas despesas da casa e que considera o trabalho relaxante.

Páscoa terá Toca do Coelho e Busca aos Ninhos

Nos dias 18, 19, 20 e 23 de abril o comércio de Lajeado realiza suas promoções de Páscoa. O Projeto Toca do Coelho consiste em estruturas móveis que circularão pela cidade. Nelas, haverá duas pessoas que se caracterizarão de coelho para oferecer orelhas, pirulitos e balas. A Busca aos Ninhos trata-se de uma caça a brindes. Ao todo, 20 cestas decoradas escondidas nos bairros do município trarão vales-compra de R$ 100 e guloseimas.