Prefeito acusa oposição de fazer política barata

Notícia

Prefeito acusa oposição de fazer política barata

Por

Com cinco votos con­trários, vereadores da oposição derrubaram o projeto de lei do Executi­vo que cria uma Secretaria de Assistência Social. O prefeito Paulo Kohlrausch disse que a atitude é “política barata” e que reduzirá os programas da assistência por falta de recursos.

camaraHoje, os serviços da assis­tência estão incluídos como um órgão na Secretaria da Saúde e seriam descentralizados para terem seus próprios recursos. A intenção do Executivo era modernizar a administração. A secretaria funcionaria a partir do próximo ano.

Os votos contrários foram de José Antônio Goergen (PT), Claudir José Lang (PP), Otário Herrmann (PP), José Matthes (PP) e o voto de Minerva da presidente Márcia Regina Bald (PDT). A favor votaram Helena Lúcia Herrmann (PMDB), Pedro Müller (PMDB), Al­ceu Selge (PMDB) e Alceu Heck (PMDB).

No projeto não há criação de novos cargos para a secre­taria. O fato foi criticado por Goergen (PT), pois diz que o mesmo ocorreu com o setor do Meio Ambiente. “A se­cretaria foi criada e não está fazendo serviços. Até então não contratou secretário e nem funcionários”, diz.

Helena defendeu o projeto e reafirma a criação de uma secretaria para assistência possibilita recursos próprios para o setor. Ela ressalta que a estrutura de atendimento da assistência, hoje, é capaz de administrar uma secreta­ria sozinha.