Bruch pede desculpas ao secretário

Notícia

Bruch pede desculpas ao secretário

Por

Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Câmara de Marques de Souza – Flávio Bruch (PP) ocupou seu espaço de expli­cações pessoais para desculpar-se com o secretário de Obras, Carlos Castro. O vereador está sob julgamento por denúncia emitida pelo secretário que o acusa de fal­ta de decoro parlamentar na sessão do dia 10 de junho. Bruch apresentou um ofí­cio aos colegas e à comissão processante, relatando que no dia que proferiu as palavras chulas contra Castro não teve a intenção de ofendê-lo. “To­dos nós erramos e é preciso coragem para assumir o erro”, reconhece. O vereador disse que no ano passado apoiou o secretário, mas neste ano o mesmo não estaria cumprindo seu papel, por isso as críticas. “Estou fazendo meu papel de vereador, o povo pede por melhorias e eu os apresento aqui”, justifica. O pedido do vereador surpreendeu os colegas e espectadores que acompanhavam a sessão. vereador

Na quarta-feira, a última tes­temunha arrolada pelo vereador seria ouvida no Legislativo pela comissão processante, mas pela terceira vez não compareceu. O advogado de Bruch acusou alguns vereadores de influenciá-la a não depor. O presidente da comissão Lairton Heineck (PP) concedeu um intervalo de 20 minutos para que a comissão, acompanhada pelo acusado e seu advogado, fossem à casa da testemunha para averiguar os fatos. O presidente também decidiu levar dois policiais mi­litares para testemunharem caso fosse comprovada a acusação do advogado de Bruch. Chegando à residência a testemunha disse que não se interessava em depor, pois desconhecia e
negou que tenha sido incentivada a tomar tal decisão.

De volta à câmara, Heineck decidiu ouvir a defesa do vere­ador. Segundo ele, a comissão levará 30 dias para analisar os depoimentos das testemunhas e do vereador.