Acusado pode ser inocente

Notícia

Acusado pode ser inocente

Por

A Polícia Civil ouve testemu­nhas e investiga a tentativa de ho­micídio ocorrida no bairro Americano. O principal sus­peito, Jonas Josué Eckerdt, foi preso em flagrante pela Brigada Militar (BM) logo após o crime, na segunda-feira à noite, mas alega que esteve em outro local na hora do ocorrido. Até o mo­mento apenas uma pessoa reconheceu o acusado.

Laércio da Silva estava dentro do carro em frente à sua empresa de climati­zação na rua Duque de Ca­xias, próximo da praça do Papai Noel, no bairro Ame­ricano, quando uma moto­cicleta com dois homens parou e o carona disparou tiros contra Silva. A vítima foi levada para o Hospital Bruno Born (HBB) de La­jeado e até o fechamento desta edição permanecia em estado grave. americano

Conforme relatos de testemunhas na Polícia Civil de Lajeado, o de­sentendimento entre a ví­tima e o acusado iniciou em 2008, quando Eckerdt estava com amigos nas proximidades da empresa de Silva. O acusado teria iniciado uma baderna em frente ao empreendimento. O proprietário, achando que se tratava de um assalto, esfaqueou Eckerdt, que teve sua perna amputada. A última audiência sobre o caso ocorreu no dia 31 de março deste ano. Segundo as testemunhas, a decisão judicial não foi agradável para Eckerdt que gastou di­nheiro com o tratamento da perna e não foi ressarcido. O motivo pelo qual o acu­sado é o principal suspeito é que teria cometido o crime por vingança.

Eckerdt responde inqué­rito por uma tentativa de homicídio em 2007, ano em que foi encontrado em sua casa um revólver.