Empresa desiste do município por falta de mão de obra

Notícia

Empresa desiste do município por falta de mão de obra

Por

Gustavo Adolfo 2 - Lateral vertical - Final vertical

O setor calçadista enfrenta o pro­blema da falta de mão de obra. Hoje, o número de vagas é maior do que a de pessoas interessadas em trabalhar nas fábricas.

empresarioO empresário Luis Ei­delwein, sócio-proprietário da CB Calçados, desistiu de instalar a filial da em­presa no município. Após a seleção feita apenas 40 candidatos se habilitaram para completar as mais de 200 vagas oferecidas. “Sem funcionários não temos como atender a demanda exigida pelo mercado”, lamenta.

A fábrica tem mais de 20 anos no mercado, em­prega 250 funcionários em Teutônia e produz dez mil pares de calçados que são vendidos no mercado interno. A projeção de fa­turamento para 2010 é de R$ 18 milhões.

O secretário da Admi­nistração, Paulo Stroeher, diz que a prefeitura está tentando trazer novas em­presas para o município. Uma das barreiras tem sido a falta de acesso as­fáltico. “Qual empresário vai querer investir num município sem ligação as­fáltica? Quando tivermos asfalto tudo se tornará mais fácil. Por causa disso dire­cionamos nossas atenções e investimentos ao setor primário para pelo me­nos oferecer alternativas para quem permanecer por aqui”, aponta.

fabricaHá duas semanas empre­sários do ramo calçadista de Três Coroas visitaram o prefeito para tratar da instalação de uma fábrica. “Não temos nada confirma­do. Foi apenas uma visita e eles ficaram de dar um retorno”, comenta.

Foto Giovane Weber

Acompanhe
nossas
redes sociais