Lideranças estudam o PAC 2

Notícia

Lideranças estudam o PAC 2

Por

Gustavo Adolfo 2 - Lateral vertical - Final vertical

Com ares de campa­nha política anteci­pada, lideranças e políticos da região participaram, nesta terça-feira, de uma reunião com o coor­denador da Frente Nacional de Prefeitos do Rio Grande do Sul, Ary Vanazzi, responsável por divulgar a segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 2, e prefeito de São Leopoldo. No encontro, Vanazzi lembrou a falta de projetos oriundos da região durante a primeira etapa do programa, e atribuiu este fato à falta de conhecimento do mesmo, e principalmente a demora na elaboração técnica dos projetos. “A relação com o governo federal mudou, está na hora de nos organizarmos e con­quiestarmos mais projetos”, sa­lientou, acrescentando que o seu município recebeu mais de R$ 200 milhões em investimentos no primeiro programa. Vanazzi informou que os municípios de­vem enviar seus projetos entre abril e junho, antes do início do período eleitoral, marcado para o dia dois de julho. pac

Sobre a região, Vanazzi afir­mou que para municípios com populações até 50 mil habitan­tes, os recursos serão destinados para as áreas de habitação; unidades de saúde; creches; infra estrutura; e saneamentos. “Aos pequenos municípios caberá 32% do total de recur­sos destinados para estas cinco áreas”, explicou, citando ainda que 40% de todos os municípios brasileiros se encontram nesta situação. “É de suma impor­tância que as equipes técnicas dos municípios se informem sobre as exigências feitas para estes projetos, para que sejam entregues em tempo hábil”, acrescentou. Segundo ele, se tudo for bem encaminhado, os projetos já terão sua licitação aberta no início de 2011. Para encerrar, Vanazzi adiantou que já está marcado para o dia 9, na Famurs, em Porto Alegre, um encontro com o ministro de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, para que prefeitos e lideranças possam tirar suas dúvidas em relação ao programa.

Região inicia mobilização

Segundo o vice-presidente do Conselho de Desenvol­vimento do Vale do Taquari (Codevat), José Luiz Cenci, a duplicação da BR 386, entre Lajeado e Soledade, totalizando 40 km de obras, está entre as obras cogitadas para recebe­rem recursos do PAC 2. No entanto, Cenci afirmou que não existe nenhum projeto pronto, ao contrário da duplicação do trecho Tabaí-Estrela, que já estava completo quando do lançamento do PAC 1. “Não podemos esperar por esta ver­ba para vermos esta obra sair. Temos de iniciar outras formas de angariar recursos, e ao menos finalizar o trecho até a cidade de Forquetinha”, salientou. Outro projeto que pode ser incluído no PAC 2 é a Hidrovia do Mercosul, que abrange o trecho entre os municípios de Estrela e Santa Vitória do Palmar, e prevê a dragagem e a desobstrução de rochas, e ainda melhorar a sina­lização dos terminais de cargas localizados neste espaço. Cenci adianta que estas são apenas as obras prioritárias da região, mas que existem inúmeras que ainda devem ser pleiteadas pelos municípios.

Acompanhe
nossas
redes sociais