Feira para consolidar marca e imagem

Notícia

Feira para consolidar marca e imagem

Por

Gustavo Adolfo 2 - Lateral vertical - Final vertical

Município realizará em 2011 a primeira feira, denominada de Santa­Flor, com a finalidade deestimular uma atividade econômi­ca diferente das demais localidades da região, atrair mais negócios para a economia local, possibilitar novas fontes de renda e consolidar a flor como imagem e marca.

flores

A iniciativa partiu do poder público, com apoio dos oito produ tores que mantêm atividades desde 2007, quando o projeto de estufas foi implantado no setor primário. Durante esta semana, mais de 30 pessoas de diversos segmentos da sociedade santa-clarense estiveram reunidos para debater a elaboração do evento. Segundo o publicitário lajeadense Gilberto Soares, que fez apresentação de todo o projeto da feira, o município precisa se tornar protagonista e não ser reboque de Lajeado. Para isso, explica Soares, a importância de elaborar uma feira arrojada e ousada. Ele cita a Expo flora da cidade de Olambra – SP, com apenas dez mil habitantes, e que este ano atraiu mais de 300 mil pes soas para a feira, sendo referência positiva. O projeto contempla a re alização deworkshopscom técnicos especialistas na produção de flores. Por intermédio do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e do Ministério do Desenvolvimento da Indústria e Comércio (MDIC) seria possível trazer ao município de apenas seis mil habitantes pales trantes da Holanda, maior produtor de flores do mundo. “Dessa forma atrairíamos visitantes e produtores do Brasil inteiro, diante da qualidade dosworkshops”, explica.

O publicitário falou sobre o preocupante envelhecimento de municípios menores do Vale, cau sado, principalmente, pela saída do jovem que se depara com a falta de oportunidades. “Esta feira renovará o otimismo dos mais experientes a investir em suas propriedades, com foco no crescimento sustentável, e oferecer alternativas que man tenham os mais novos em casa”, acrescentou.

Poder público entusiasmado

O projeto entusiasmou o prefeito Paulo Kohlrausch, que sugeriu quatro dias de feira, com a intenção de atrair 30 mil visitantes. “Pre cisamos pensar o evento para mostrar o potencial de produção, mas acima de tudo, para fazer negócios que fortaleçam cada vez mais o setor e caracterize definitivamente a cidade”, destaca. Kohlrausch informou que a prefeitura comprará uma área específica para instalar um parque municipal em que será realizado o evento. Em paralelo, pretende criar uma campanha para incentivar o embelezamento dos jardins em toda a cidade. “Precisamos deixar nossas ruas e jardins à altura do evento.”

A presidente da câmara de vereadores, Márcia Bald, lembrou da importância de preparar uma estrutura hoteleira para acomodar os visitantes, o que também geraria desenvolvimento.

O próximo passo é criar uma comissão organizadora que possa visitar outros eventos do gênero e pensar nas diversas ações que podem ser agregadas.

Acompanhe
nossas
redes sociais