Empresário confirma local para construção de rosário em Muçum

INVESTIMENTO

Empresário confirma local para construção de rosário em Muçum

Após área na Linha Santa Lúcia ser alagada, investidor decidiu mudar empreendimento para Linha São Luiz, próximo a estação ferroviária

Por

Empresário confirma local para construção de rosário em Muçum
Muçum
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Em meio ao processo de reconstrução de casas e empresas, outra notícia positiva impacta a recuperação de Muçum. O empresário Robison Gonzatti não apenas confirmou a manutenção do projeto para construção do maior rosário do mundo em Muçum, mas ainda revelou o novo local do empreendimento e projetou inclusive uma estrutura mais ampla do que prevista originalmente. As informações foram repassadas pelo empresário em entrevista durante o “Conexão Regional” desta segunda-feira, 24.

Conforme Gonzatti, a área de 10 hectares que havia sido escolhida foi atingida nas enchentes de setembro, novembro de 2023 e maio deste ano. Com isso, o idealizador da obra em conjunto com o prefeito Matheus Trojan, encontraram um novo espaço, situado na Linha São Luiz. O acesso é a partir da ERS-129 em uma rota utilizada por motoristas atualmente devido aos problemas na rodovia entre Muçum e Vespasiano Corrêa. O valor aplicado na construção do novo rosário permanece previsto na casa dos R$ 30 milhões entre terraplanagem e construção da estrutura.

LEIA TAMBÉM: Muçum lança projeto do maior rosário do mundo

Até agora foram adquiridos 27 hectares e outros três estão em negociação. O terreno fica cerca de 700m distantes da estação ferroviária. “Fica no topo do morro, é possível enxergar o Cristo Protetor de Encantado. Com o espaço é maior, temos sugestões para ampliar o projeto inicial e criar novos atrativos”, complementa.

Gonzatti também é presidente da Associação Amigos de Cristo, que lidera a construção do Cristo Protetor em Encantado. Segundo o líder do projeto, até julho um novo cronograma deve ser entregue para o grupo sobre a conclusão das obras.

Assista a entrevista na íntegra:

Acompanhe
nossas
redes sociais