“Nosso maior problema é a escassez de terrenos”, diz Valdecir Crecencio

ARROIO DO MEIO

“Nosso maior problema é a escassez de terrenos”, diz Valdecir Crecencio

Coordenador da Defesa Civil detalha trâmites para iniciar construção de residências aos atingidos pela cheia 

Por

“Nosso maior problema é a escassez de terrenos”, diz Valdecir Crecencio
Valdecir Crecencio, coordenador da Defesa Civil e a secretária do planejamento, Ionara Magalhães (Foto: Ana Julia)
Arroio do Meio
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Com mais de mil pessoas desabrigadas em Arroio do Meio, o problema atual, considerado pela administração municipal, não é mais como construir moradias, mas sim onde. “Nosso maior problema é a escassez de terrenos que atendam as necessidades dessas pessoas”, ressalta o coordenador da Defesa Civil, Valdecir Crecencio.

As 38 casas doadas pelo Ministério Público, mais as cinco doadas pela empresa vencedora da licitação, que serão construídas no Bairro Medianeira e Dom Pedro II, estão em fase de terraplanagem dos terrenos, o que a secretária do planejamento, Ionara Magalhães, considera positivo.

Sobre a construção da ponte na ERS-130, entre Lajeado e Arroio do Meio, que será dois metros mais alta que a anterior, Crecencio considera uma insensatez construir com apenas duas vias. “Já trabalhamos pensando no futuro. É uma perda de tempo fazer uma ponte de apenas duas vias, sendo que poderíamos construir duplicada”, defende o coordenador, que também cobra agilidade na construção de um acesso seguro e ágil para tráfego de veículos pesados.

Confira a entrevista na íntegra

>

 

Acompanhe
nossas
redes sociais