Chuva alaga pátio da Base Aérea de Canoas

região metropolitana

Chuva alaga pátio da Base Aérea de Canoas

Estrutura é usada para estacionamento de aviões comerciais e manobra de ônibus

Por

Atualizado quarta-feira,
19 de Junho de 2024 às 14:38

Chuva alaga pátio da Base Aérea de Canoas
Foto: divulgação redes sociais

Chuva intensa, na manhã desta quarta-feira, 19, causou alagamentos no pátio da Base Aérea de Canoas. A estrutura é usada para o estacionamento de aviões comerciais e manobra dos ônibus que transportam passageiros entre a Base e o terminal do ParkShopping Canoas.

Considerada a alternativa mais viável ao Salgado Filho, a Base Aérea de Canoas atualmente conta com 35 voos semanais. Junto a Caxias do Sul, responde por 51,7% da atual disponibilidade aérea do Estado.

Em reunião nesta terça-feira, 18, a Fraport, concessionária do Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, e representantes do governo federal, definiram a meta de retomar as operações aéreas em 1º de outubro, de forma parcial, mediante avaliação dos danos causados pela água na pista do terminal. A previsão inicial de reabertura era até o Natal.

Acompanhe
nossas
redes sociais