“Trabalhamos para entregar uma casa a cada pessoa atingida”, diz Maneco Hassen

VALE DO TAQUARI

“Trabalhamos para entregar uma casa a cada pessoa atingida”, diz Maneco Hassen

O secretário de comunicação institucional do Governo Federal descreve valores já repassados ao Vale desde o início de maio, além de outras iniciativas para reconstruir a região e o estado

Por

Atualizado terça-feira,
18 de Junho de 2024 às 17:05

“Trabalhamos para entregar uma casa a cada pessoa atingida”, diz Maneco Hassen
Maneco Hassen, secretário de Comunicação Institucional do governo federal (Foto: arquivo / Rodrigo Martini)

Pouco mais de um mês desde o início da tragédia no estado, o governo federal soma uma série de anúncios para a reconstrução do RS. Em entrevista ao programa Frente e Verso, da Rádio A Hora 102.9, o secretário de comunicação institucional do governo, Maneco Hassen afirmou, que só para os municípios do Vale do Taquari, já são mais de R$ 90 milhões de recursos para a Defesa Civil, mais de R$ 38 milhões com auxílio a 74 mil famílias, entre outros valores.

“A região já ultrapassou R$ 141 milhões nas mais diversas linhas. Nós temos trabalhado para que a gente possa, naquilo que é tarefa do governo federal, acelerar o processo o máximo possível”, destaca Hassen.

O secretário ainda ressalta a compra assistida de casas para desalojados no estado, como uma modalidade inovadora e rápida para o momento de urgência por moradias. “Também estamos com cadastro aberto no site da Caixa e devemos finalizar essa semana, a publicação de portaria com demais modalidades e opções do Minha Casa Minha Vida. Para que a gente possa cumprir com a fala do presidente Lula, com o compromisso de dar uma casa para todas as pessoas atingidas com renda familiar de até R$ 4,4 mil”.

Hassen também comenta sobre o valor de R$ 17,5 bilhões em crédito extraordinário para o estado do Rio Grande do Sul. O novo valor está distribuído em cinco eixos que auxiliam empresas, produtores rurais e os moradores que tiveram suas casas destruídas ou danificadas após as fortes chuvas que atingiram as cidades gaúchas.

Ainda de acordo com Hassen, o Ministro Paulo Pimenta está em Brasília para tratar de outras medidas ao estado, como soluções para o aeroporto Salgado Filho, de Porto Alegre. Ele garante que a estrutura e as operações não ficarão abandonadas e que o governo busca uma solução o mais breve possível.

Já em relação à reconstrução de pontes, o secretário garante que até o fim da semana ou início da próxima, serão divulgados valores e o projeto para a construção de uma ponte entre Lajeado e Arroio do meio, maior do que a Ponte de Ferro reconstruída pela iniciativa privada, e com capacidade para veículos pesados.

Segundo ele, o projeto inicial previa a construção sobre as estruturas já existentes nas cabeceiras da Ponte de Ferro. Como, agora, a travessia será construída ao lado de onde estava prevista, será necessária uma estrutura do zero e, por isso, o orçamento pode passar dos cerca de R$ 13 milhões previstos pelo governo de Lajeado.

Acompanhe
nossas
redes sociais