Projeto de isenção do IPTU é ilegal, diz secretário da Fazenda de Lajeado

ENTREVISTA | FRENTE E VERSO

Projeto de isenção do IPTU é ilegal, diz secretário da Fazenda de Lajeado

Rafael Spengler diz que não há como distinguir nível de inundação. Dispensa do pagamento teria forte impacto nos cofres públicos

Por

Atualizado sexta-feira,
14 de Junho de 2024 às 16:03

Projeto de isenção do IPTU é ilegal, diz secretário da Fazenda de Lajeado
Secretario da Fazenda, Rafael Spengler. Foto: Pedro Rodrigues
Lajeado
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Aprovado pela câmara, o projeto de isenção do IPTU a casas atingidas pelas enchentes é ilegal, explica o secretário da Fazenda de Lajeado, Rafael Spengler.

Segundo o projeto, não há distinção de nível de inundação, todos receberiam a isenção total de pagamento do imposto, o que teria forte impacto financeiro nos cofres públicos. “Há casas que foram severamente impactadas e casas que tiveram somente um fio de água dentro da residência. De que forma definimos atingidos?” Questiona o secretário.

Spengler menciona que desde as cheias do ano passado, os afetados já recebiam algumas isenções, além de terem o direito de pedir pela revisão do valor venal.

Em relação às promessas do governo, o secretário vê maior efetividade no repasse dos recursos. Ele anuncia, que foi empenhado o valor de R$ 6,7 milhões para construção da ponte de ferro ou paralela a ela, além do repasse de R$ 5,8 milhões de livre destinação.

Confira a entrevista na íntegra

 

Acompanhe
nossas
redes sociais