Lajeado inicia processo de restauro do acervo histórico da Casa de Cultura

CONSEQUÊNCIAS DA ENCHENTE

Lajeado inicia processo de restauro do acervo histórico da Casa de Cultura

Local foi atingido pelas cheias de maio. Interessados em auxiliar na limpeza das peças, podem entrar em contato com o governo municipal

Por

Lajeado inicia processo de restauro do acervo histórico da Casa de Cultura
Créditos: Laura Mallmann/divulgação
Lajeado

Governo de Lajeado, por meio de uma equipe da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, iniciou o processo de restauro de itens do acervo histórico que ficavam no subsolo da Casa de Cultura, que foram atingidos pela cheia do início de maio. Nesta sexta-feira, 14, iniciou o processo de imersão de itens em soluções para a retirada da ferrugem e a utilização de lixas finas para recuperar o aspecto original das peças.

Os materiais são submetidos a um processo de limpeza e restauro para recuperá-los e mantê-los o mais próximo possível dos estados originais. Cada peça tem suas particularidades e necessitam de técnicas específicas de limpeza para cada tipo de material. Para isso, a equipe da Casa de Cultura segue manuais de restauro do Sistema Estadual de Museus, e contou com o apoio e orientação da museóloga e coordenadora geral do Sistema Estadual de Museus, Doris Couto.

Conforme a secretária de Cultura, Esporte e Lazer, Talita Fracalossi, é essencial que este trabalho seja realizado o mais breve possível para preservar a herança cultural do nosso município. “Os itens precisam de um tratamento especial para manter a originalidade. Contamos com o apoio do Sistema Estadual de Museus para que os itens sejam recuperados e preservados. A conservação permitirá que mais pessoas tenham acesso à história do nosso município”, ressalta Talita.

Orientação técnica

A coordenadora geral do Sistema Estadual de Museus, Doris Couto, destaca a importância de uma orientação técnica especializada para este tipo de trabalho. “O Sistema Estadual de Museus e o Instituto Brasileiro de Museus possuem cursos on-line sobre formas de restauro, mas estar presente e esclarecer as formas e os limites do restauro é muito importante. Esse acompanhamento faz com que os acervos ganhem mais qualidade. Sabemos que alguns agentes de degradação que agridem as peças precisam ser contidos para não ocorrer a deterioração permanente da peça”, explica Dóris.

Conforme a especialista, o Sistema Estadual de Museus segue com visitas pelo Vale do Taquari e Grande Porto Alegre para orientar, principalmente, sobre as formas corretas de descontaminação das peças atingidas pelas cheias.

Voluntários

Pessoas da comunidade interessadas em auxiliar nos processos de limpeza e restauro das peças podem entrar em contato com a Casa de Cultura de Lajeado pelo WhatsApp (51) 99613-5839.

Acompanhe
nossas
redes sociais