Evento une educação e empresas para pensar o futuro dos jovens

NEGÓCIOS

Evento une educação e empresas para pensar o futuro dos jovens

Encontro organizado pelo Gustavo Adolfo para mais de 130 funcionários busca motivar os colaboradores e provocar pensamento crítico sobre o ensino e o mercado de trabalho

Por

Evento une educação e empresas para pensar o futuro dos jovens
Entre as atividades, esteve uma roda de conversa com empresários do município (Foto: Bibiana Faleiro)
Lajeado

Motivar, integrar e qualificar a equipe. Este é o objetivo do evento organizado pelo Colégio Gustavo Adolfo para iniciar o ano letivo. Ontem, 5, e hoje, 6, a direção busca compartilhar histórias de sucesso e promover dinâmicas com os mais de 130 colaboradores da instituição, além de aproximar a educação e o mercado de trabalho.

Nessa segunda-feira, o encontro foi no Duas Meninas Garden, em Arroio do Meio e, à tarde, contou com a apresentação de empresas conceituadas da cidade, que são parceiras do colégio. “O tema gerador desses dois dias é ‘cultura institucional’, em que vamos estar falando sobre isso, conhecendo os parceiros e empresas com cases de sucesso próximas de nós”, destaca o diretor do GA, Edson Wiethölter.

O encontro com empresários foi em forma de roda de conversa mediada pelo empresário Rogério Wink, e contou com a presença de Matheus Fell, da Quiero Café, Gustavo Lucchese, da Lyall Construtora, Mauro Heinen, da Dale Carnegie, e Adair Weiss, diretor executivo do Grupo A Hora. Entre os assuntos abordados, esteve a educação e os negócios.

Os empresários acreditam no papel cada vez mais importante da escola em criar jovens preparados para a vida, qualificados e que saibam enfrentar os desafio do mundo do trabalho. Por outro lado, afirmam que o futuro dos jovens é responsabilidade de diferentes instituições, envolvendo as empresas e as famílias.

Fell comenta sobre a falta de motivação percebida em alguns jovens e destaca a importância de olhar para isso e, tanto a escola quanto às empresas, encontrarem meios de mudar esse perfil.

Os estudantes que estão nas escolas são os futuros profissionais e, por isso, é importante que se dediquem e busquem o aperfeiçoamento, conforme afirma Weiss. O empresário destaca que as redes sociais podem atrapalhar o caminho desses jovens e ressalta a necessidade de se pensar sobre as tecnologias no dia a dia dos alunos.

Foco nos profissionais

Wiethölter diz que esta gestão estratégica com os funcionários já vem sendo aplicada há alguns anos, com dois dias em que a escola fecha para se dedicar aos profissionais. “Temos esses dias para a integração e alinhamento institucional, trazendo alguns temas a serem discutidos. Não temos mais aquela semana de formação de professores, porque isso acontece durante o decorrer do ano, de forma contínua”, reforça.

Nesta terça-feira, 6, o evento segue no Auditório do Sicredi, com a apresentação de dados sobre a escola, além de falas sobre cultura e clima institucional. Ainda, os diretores executivos da Rede Sinodal de Educação e a Mantenedora Jurídica do colégio se apresentam. À tarde, o evento também é marcado pela palestra com representantes do Sicredi e da Univates.

“O nosso objetivo com este trabalho é justamente fazer entender o ecossistema onde nós estamos, com quem nos relacionamos e a quem podemos recorrer para se inspirar”, afirma o diretor. De acordo com ele, os encontros ainda buscam preparar a escola para receber os alunos a partir do dia 14 de fevereiro.

Acompanhe
nossas
redes sociais