Colégio Teutônia prepara congresso internacional

ENTREVISTA | O VALE EM PAUTA

Colégio Teutônia prepara congresso internacional

Programação inicia amanhã e deve atrair mais de 600 participantes, público registrado na última edição, em 2022

Por

Colégio Teutônia prepara congresso internacional
Foto: Pedro Rodrigues
Teutônia

O Colégio Teutônia está nos preparativos finais para o 3° Congresso Internacional de Educação, que ocorre amanhã, 8, e sexta-feira, 9. Inclusive, últimas vagas complementares de inscrição de participantes foram disponibilizadas por tempo limitado. Com o tema central “Do coração à razão: por uma Educação Inovadora”, o evento tem como público-alvo professores, gestores escolares, psicólogos e demais interessados.

“As temáticas abordadas e a qualidade dos palestrantes com certeza contribuem para elevar a qualificação dos profissionais que atuam na educação. Trabalhar com educação, com a formação de profissionais e cidadãos é algo muito valioso, que vai além da sala de aula e da relação estudantes, professores e escolas”, destaca a comissão organizadora do Congresso.

As inscrições podem ser feitas pelo site www.congresso.colegioteutonia.com.br. Mais informações também podem ser obtidas junto ao Colégio Teutônia, pelo fone (51) 3762-4040 ou e-mail congresso@colegioteutonia.com.br. O investimento é de R$ 320,00 por pessoa.

Foto: divulgação

A última edição do Congresso Internacional de Educação ocorreu em fevereiro de 2022 e contou com mais de 600 inscritos.

Para dar conta de um mundo contemporâneo, no qual as novidades tecnológicas emergem rapidamente, é preciso sincronizar emoção e razão, na busca por uma educação viva, diversa e pulsante. Nesse contexto, o Colégio Teutônia traz líderes inovadores no campo educacional e profissionais qualificados também na área da comunicação.

De acordo com o diretor da instituição, Mauro Nuske, o evento tem com objetivo iniciar o ano estimulando a inovação na educação. “Já temos confirmado a participação de mais de 400 pessoas de diferentes regiões do estado. Isso demonstra o quanto as pessoas têm interesse nesse tema.”

Assista a entrevista na íntegra

Acompanhe
nossas
redes sociais