Novo coordenador deve ser divulgado na próxima semana

DEFESA CIVIL REGIONAL

Novo coordenador deve ser divulgado na próxima semana

Estado promete priorizar um nome técnico e com conhecimento sobre a região

Por

Atualizado sexta-feira,
02 de Fevereiro de 2024 às 13:09

Novo coordenador deve ser divulgado na próxima semana
Foto: Arquivo/A Hora
Vale do Taquari
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Com a exoneração de Everton Dias, a Defesa Civil regional está sem titular. A expectativa é que novo responsável seja apresentado na próxima semana. A confirmação é do coronel Luciano Boeira, coordenador estadual. Ele reforça também investimentos com novo radar meteorológico e centro integrado para atuar na prevenção e diminuição de danos em situações de desastres naturais.

Boeira reconhece a necessidade de avançar na melhor organização das coordenadorias municipais e que em diversos momentos observa dificuldades. Para o novo nomeado, darão prioridade a um nome técnico, um oficial com experiência nas questões relacionadas a desastres. Também observa a importância de possuir vínculo com a região do Vale do Taquari.

“Pretendemos divulgar o novo titular na próxima semana, além de comunicar sobre a criação do projeto de um centro de referência de risco e desastres para o RS, semelhante ao do estado de Santa Catarina”, atenta Boeira.

Novo radar meteorológico

Em busca de qualificar os serviços prestados, a Defesa Civil obteve a contratação de um radar meteorológico. O investimento foi de R$ 26 milhões e irá fazer o monitoramento da região metropolitana e dos vales, que tem como objetivo fazer previsões mais assertivas. Aleḿ desse maquinismo, a coordenadoria trabalha junto com a Secretaria Estadual do Meio Ambiente, para a entrega de um modelo mais adequado, hidrodinâmico, que através dos volumes observados de precipitação, dará com melhor precisão a elevação do nível dos rios.

O governo estadual, ainda no período pós desastres, criou o gabinete de crises climáticas, onde participam todas as secretarias de estado relacionadas a essa pauta, além de autoridades e universidades que serão convidadas para integrar. “Dentro da Defesa Civil nós temos um lema, que diz que defesa civil somos todos nós, e de fato somos, nós precisamos estar todos juntos, integrados”, reforça Boeira.

Em relação às cheias que atingiram o estado no mês de setembro, ele enfatiza que mesmo passando cincos meses da pior tragédia natural do RS, continua atendendo as regiões atingidas, fazendo articulações e ajudando nos planos de trabalho para que os municípios consigam se recuperar e buscar os recursos necessários à reconstrução. “Os eventos tem toda uma consequência no pós, a fase da resposta, do restabelecimento, da reconstrução.”

Acompanhe a entrevista na íntegra

Acompanhe
nossas
redes sociais