SOS RS tem 137 empreendedores inscritos no primeiro dia em Estrela

CHEIA DO TAQUARI

SOS RS tem 137 empreendedores inscritos no primeiro dia em Estrela

Interessados podem fazer o registro até quarta-feira, 31

Por

Atualizado terça-feira,
30 de Janeiro de 2024 às 16:04

SOS RS tem 137 empreendedores inscritos no primeiro dia em Estrela
Foto: Divulgação
Estrela
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

O governo do Estado, em colaboração com a administração de Estrela, planeja disponibilizar um montante de R$ 2,5 mil para auxiliar empreendedores afetados pelas enchentes ocorridas em setembro e novembro na região.

Os beneficiários incluem pequenos empreendedores, como autônomos, comerciantes, prestadores de serviços, produtores rurais familiares e trabalhadores informais, como pedreiros, marceneiros, artesãos e pescadores. Balanço do primeiro dia teve quase 140 cadastrados.

Os interessados em acessar esse recurso já podem se inscrever na Secretaria Municipal de Desenvolvimento, Inovação e Sustentabilidade de Estrela (Sedis), localizada no antigo prédio da Polar, até quarta-feira, 31. É necessário apresentar um documento de identificação, comprovante de endereço do negócio e, para os Microempreendedores Individuais (MEIs), o número do CNPJ.

Foto: Divulgação

Agricultores familiares também podem solicitar o benefício, devendo apresentar o DAP ou CAF, documentos específicos. Caso haja mais de um empreendedor atuando no mesmo local e comprovação adequada, poderá haver mais de um pagamento.

Recursos

Os recursos provêm de doações realizadas através do SOS Rio Grande do Sul, uma conta gerenciada pela Associação dos Bancos do Estado para ajudar exclusivamente às áreas afetadas pelas chuvas. Essa iniciativa representa um passo adiante na recuperação econômica dos municípios do Vale do Taquari.

Para coordenar a distribuição dos recursos, foi estabelecido um Comitê Gestor, liderado pela Casa Civil do governo do Rio Grande do Sul, com apoio da Procuradoria-Geral do Estado (PGE), secretarias estaduais e organizações parceiras.

A Central Única das Favelas (Cufa), uma das entidades participantes do Comitê Gestor, será responsável pelo mapeamento dos negócios elegíveis para o programa, com o objetivo de efetuar os pagamentos já na primeira semana de fevereiro, após a homologação da lista de interessados.

Em Estrela, a Emater e o Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) estão colaborando com o processo. No primeiro dia, houve uma grande movimentação, com 137 empreendedores se inscrevendo.

Oportunidade única

A artesã Ane Zart é moradora de Estrela há 40 anos e mora há 23 no bairro Imigrantes. Há seis trabalha com materiais reciclados, que são recolhidos nas ruas. Explica que evoluiu muito no seu ramo no período e justifica o motivo de buscar o auxílio.

“É uma oportunidade única para nós artesãos, e devido a essa série de dificuldades que estamos tendo através destes eventos climáticos que aconteceram, e que acabaram nos privando de vendas e eventos. Acabei buscando vir aqui para ver se consigo repor e pagar os meus compromissos de escritório também”, frisa a artesã.

Acompanhe
nossas
redes sociais