Câmara aprova a permuta de lotes para construção de moradias

PROJETO

Câmara aprova a permuta de lotes para construção de moradias

Medida visa a construção de moradias em terrenos do loteamento Dona Rita anunciadas pelo ex-atleta Dunga

Por

Câmara aprova a permuta de lotes para construção de moradias
Seis projetos foram aprovados nesta que foi a penúltima sessão de 2023 (Foto: Divulgação)
Arroio do Meio

A câmara de vereadores autorizou os projetos de lei que visam a cedência de terrenos a duas famílias afetadas pela cheia. O objetivo é que nestes espaços loteamento Dona Rita no bairro São Caetano sejam construídas duas moradias. Serão beneficiados moradores do bairro São José e Tiradentes.

As casas foram anunciadas pelo projeto Seleção do Bem, liderado pelo ex-atleta e treinador da seleção brasileira Dunga. A estrutura é do modelo pré-fabricado com instalações elétricas, hidráulicas e mobiliadas. Além dos projetos de doações e permutas de áreas, outros quatro projetos foram aprovados.

Foram apreciados ainda a permissão de uso de equipamentos agrícolas para Associação de água Rural Umbu, a concessão de bolsas de estudo no Colégio Bom Jesus São Miguel e a abertura de loteamento de propriedade de Paulo Petry no bairro Dom Pedro II.

Denúncias e pedidos
O vereador Cesar Kortz (MDB) abordou seu requerimento, solicitando melhorias na quadra de Arroio Grande, pediu agilidade no atendimento dos agricultores e solicitou a limpeza dos loteamentos. O presidente da câmara, Paulo Roberto Heck (MDB) abordou a questão da limpeza nos bairros e no centro, classificando-a como incompetência e falta de gestão.

Ele expressou a opinião de que as máquinas deveriam ter sido mobilizadas nas ruas quando a água estava baixando, lamentando o acúmulo de entulhos e, especialmente, o lodo. Heck apontou a falta na manutenção de estradas, citando locais onde a passagem é praticamente impossível, considerando a disponibilidade de R$ 1 milhão em horas-máquina no município para atender às demandas.

Em relação às licenças ambientais, o presidente expressou surpresa com a decisão do município
de enterrar roupas na localidade de Passo do Corvo, questionando a destinação adequada desse procedimento. Também mencionou a existência de um aterro sem licença aos fundos da Secretaria de Obras.

Acompanhe
nossas
redes sociais