GabClima define estratégias de atuação na primeira reunião de trabalho

MEIO AMBIENTE EM PAUTA

GabClima define estratégias de atuação na primeira reunião de trabalho

Na pauta tambén foi sinalizado a necessidade de desenvolvimento de sistemas de alerta e de uma atuação interdisciplinar do Ministério Público, além da necessidade de interlocução com os órgãos de Estado, e estruturação da Defesa Civil em todo o Estado

Por

GabClima define estratégias de atuação na primeira reunião de trabalho
Foto: divulgação

O Gabinete de Estudos Climáticos – GabClima MPRS, realizou nesta segunda-feira, 4, a primeira reunião de trabalho. O objetivo do encontro, presidido pelo procurador-geral de Justiça, Alexandre Saltz, foi traçar as estratégias de atuação do novo gabinete.

“Ficou acertada a criação de uma plataforma para colher as informações existentes sobre o tema das mudanças climáticas nos mais variados órgãos e entidades, além de elaborar um diagnóstico sobre as estruturas atualmente existentes, tanto em nível municipal, quanto estadual e federal”, afirmou a procuradora de Justiça coordenadora do GabClima, Sílvia Cappelli.

Os participantes da reunião também sinalizaram a necessidade de desenvolvimento de sistemas de alerta e de uma atuação interdisciplinar do Ministério Público, além da necessidade de interlocução com os órgãos de Estado, e estruturação da Defesa Civil em todo o Estado.

O GabClima foi criado para ser um espaço de estudos, orientações e trocas de quem vivencia o meio ambiente. Tem o intuito de organizar uma base de dados consistente sobre o tema. As informações, sistematizadas a partir da parceria com universidades, sociedade civil, governo do Estado, prefeituras e centros de pesquisa, deverão subsidiar a atuação em temas sensíveis, como mapeamento de áreas de risco e implementação de políticas públicas.

Também participaram da reunião a coordenadora do Centro de Apoio Operacional de Defesa do Meio Ambiente, Ana Maria Moreira Marchesan; o coordenador do Centro de Apoio Operacional de Defesa da Ordem Urbanística e Questões Fundiárias, Cláudio Ari Pinheiro de Mello; os promotores de Justiça Sérgio da Fonseca Diefenbach, Annelise Monteiro Steigleder e Ximena Cardozo Ferreira, e o coordenador da Unidade de Assessoramento Ambiental do MPRS, Luiz Fernando de Souza.

Acompanhe
nossas
redes sociais