Empresas projetam retorno das atividades após nova enchente

Vale do Taquari

Empresas projetam retorno das atividades após nova enchente

Fontana, de Encantado, espera iniciar operações parciais na próxima semana. Lorenzon Plásticos volta na segunda-feira. Desco reabre sábado. Beira Rio conclui limpeza

Por

Atualizado sexta-feira,
24 de Novembro de 2023 às 10:44

Empresas projetam retorno das atividades após nova enchente
Técnicos trabalham na manutenção dos equipamentos eletrônicos alagados. (Foto: Matheus Laste)
Vale do Taquari

Empresas da região alta atingidas mais uma vez pela enchente do Rio Taquari intensificam o trabalho de limpeza e reorganização dos equipamentos para voltar às atividades. Diferente da catástrofe de setembro, a cheia do último final de semana trouxe prejuízos menores.

A Fontana S/A de Encantado prioriza o trabalho de limpeza da área interna. Conforme o diretor Ricardo Fontana, nas linhas de produção de sabonetes os funcionários já iniciaram a recolocação dos motores e equipamentos que haviam sido retirados. A expectativa é já na sexta-feira ligar as máquinas para fazer os testes. “Hoje devem chegar os motores que colocamos para secar na caldeira. Se der tudo certo, ligamos e começamos a operar. Semana que vem acreditamos que poder dar início a algumas operações parcialmente”, comenta o empresário.

Durante a semana, a diretoria emitiu um comunicado em que confirma a ideia de voltar à produção normal até fevereiro de 2024. A Fontana SA é uma das maiores empresas de Encantado. Tem 89 anos de fundação e 270 colaboradores.

Funcionários da Fontana S/A intensificam limpeza em equipamentos

Lorenzon Plásticos volta na segunda-feira

Na Lorenzon Plásticos, o empresário Cesar Lorenzon acredita que até a próxima segunda-feira, 27, a indústria esteja com a produção normalizada. Segundo ele, nessa enchente, houve mais tempo para se preparar e retirar os equipamentos da unidade de Encantado. “Após setembro, também fizemos adaptações na empresa para nos precaver de futuras inundações. Claro, tivemos prejuízos, muito material perdido, equipamentos pesados não conseguimos remover. Mas penso que, mesmo sem querer, já temos um know-how de como agir”, conta. Lorenzon destaca ainda o comprometimento dos funcionários que já no domingo, 19, quando o nível da água começou a baixar, iniciaram a limpeza interna. “Devo minha eterna gratidão a eles. Fizeram tudo em tempo recorde. Isso nos possibilita voltar à normalidade em breve”, salienta.

Desco reabre no sábado

O Desco Super & Atacado volta a atender os clientes no sábado, 25, em Encantado. Desta vez, a inundação se aproximou de um metro no interior do estabelecimento, diferente de setembro, quando alcançou 3 metros. Além disso, a equipe se antecipou na retirada dos equipamentos refrigerados e na realocação de parte da mercadoria. Com isso, a limpeza e a reorganização da loja foi mais rápido. Uma pequena parte do estoque foi perdida. “Reforçamos que todos os produtos atingidos pela água foram corretamente descartados por uma empresa com as devidas licenças para a execução deste serviço”, salienta o comunicado oficial da empresa.

Beira Rio conclui limpeza

Em Roca Sales, a Calçados Beira Rio retomou ontem, 22, a produção. A empresa, que havia sido reinaugurada há 40 dias, suspendeu as atividades no final de semana, após a elevação do rio. Desde segunda-feira, 20, as equipes focaram na limpeza da estrutura, visto que os danos foram menores em comparação ao evento climático anterior. A fábrica de Roca Sales tem 14,4 mil metros quadrados e é responsável por quase 800 empregos diretos e 1,1 mil indiretos. A capacidade instalada é para produzir até 41 mil pares de calçados por dia, com foco nos da marca Vizzano.

Acompanhe
nossas
redes sociais