Bom Retiro do Sul sedia curso internacional de busca e salvamento para enchentes

ENTREVISTA | O VALE EM PAUTA

Bom Retiro do Sul sedia curso internacional de busca e salvamento para enchentes

Aulas teóricas e práticas serão ministradas de segunda, 27, a quarta-feira, 29

Por

Atualizado quinta-feira,
23 de Novembro de 2023 às 15:50

Bom Retiro do Sul sedia curso internacional de busca e salvamento para enchentes
(Foto: Rodrigo Gallas)
Bom Retiro do Sul

O curso internacional de busca e salvamento em cheias urbanas ocorre nos dias 27 a 29 de novembro, em Bom Retiro do Sul, e conta com vagas abertas para novas inscrições. Serão três dias de aulas técnicas e teóricas.

O diretor da Escola Portuguesa de Salvamento e integrante da SAR Team, Francisco Rocha, e o diretor da Viaseg Safe Job e Integrante da Associação Gaúcha de Resgate, Salvamento e Combate a Incêncio Voluntário (Asgresci), Jair Antônio Kaiber, participaram do programa O Vale em Pauta para divulgar o curso.

Durante as aulas, serão ministrados movimentos de cordas para operação de salvamento. “O resgate especial inclui a verticalidade usando cordas, salvamento em cheias, cavernas, montanhas, áreas que saem do conceito de fogo”, explica Rocha.

Além disso, o curso oferecido segue orientação do protocolo de intervenção em cheias europeu. “Cerca de 90% das aulas é como atuar nas cheias, não colocando os profissionais em risco e 10% de técnica.”

Ainda de acordo com Rocha, são sete patamares de intervenção. “Somente nos dois últimos é que temos necessidade de colocar o profissional dentro da água. O salvamento em cheias é o mais dinâmico que nós temos. As vítimas não ficam no mesmo lugar”, descreve.

O curso ocorre na prefeitura de Bom Retiro do Sul e ainda há vagas disponíveis. “A formação é de 30 horas e serão abordados todos os passos em detalhes. Pessoas que tem interesse em se especializar em cheias urbanas podem fazer o curso. Pessoas que queiram ter o domínio técnico e teórico para conseguir gerir e multiplicar, principal intenção, pois a resposta precisa ser rápida”, ressalta Kaiber.

Assista a entrevista na íntegra

 

Acompanhe
nossas
redes sociais