“A arte nos permite ver além do que está na tela, ela faz a diferença no mundo”

ABRE ASPAS

“A arte nos permite ver além do que está na tela, ela faz a diferença no mundo”

Responsável por uma das atrações mais conhecidas e fotografadas no Vale do Taquari, os silos da Nutritec, no Porto de Estrela, Samuel Hergesell, 39, vê na arte um refúgio. Natural de Arroio do Meio, é responsável pelo mural comemorativo dos dez anos da Casa do Museu da cidade e dos 89 anos do município

Por

“A arte nos permite ver além do que está na tela, ela faz a diferença no mundo”
Foto: arquivo pessoal
Arroio do Meio
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Você foi escolhido para fazer o mural em comemoração aos dez anos da Casa do Museu de Arroio do Meio. Qual a sensação?

Sou natural do município, mas, até o momento, nunca havia exposto ou pintado algo para a cidade. Isso ocorre porque meu trabalho não é feito em telas e quadros, mas in loco. Fiquei muito feliz com o convite. Agora, após 16 anos de experiência, me sinto honrado em fazer um trabalho personalizado para Arroio do Meio.

Como é o mural?

Para os 89 anos de Arroio do Meio, fiz um painel com a flor de hibisco, símbolo do município, junto com a Ponte de Ferro, marco do turismo na cidade. Do outro lado, em celebração aos dez anos da Casa do Museu, ilustrei o edifício com um pergaminho resguardo, permitindo, assim, visualizar um pouco da história do local. Foram quase cinco dias de trabalho. O mural conta, também, com uma colagem com imagens de todas as exposições que a unidade já recebeu.

Você tem uma relação forte com suas pinturas?

Sim. Cada obra é uma entrega diferente e única. Gosto de ver como elas estão com o passar do tempo. A gente se sente pertencente ao espaço, às vezes são dias para o planejamento e realização. Criar uma arte que marca as pessoas, receber os registros do local, não tem preço. No fim, se a arte vai mudar, ser retirada ou renovada é algo que faz parte do processo. Na minha opinião, acho que elas precisam ser renovadas, é um processo cíclico.

Qual sua maior obra de arte?

A pintura nos silos da Nutritec, do Porto de Estrela. Fiz o projeto junto com outros três artistas. Ela é considerada a maior obra de arte em extensão a céu aberto do mundo. Hoje, estamos no processo de tratativas com o Guinness para oficializar o feito. Tenho muito orgulho dessa obra, do processo de realização e, ainda, da confiança que recebi quando fui escolhido. O mural é a segunda atração do Vale do Taquari mais fotografada, perdendo apenas para o Cristo Protetor.

Fale um pouco sobre o processo de realização.

Foram cinco meses de planejamento, mais nove meses de trabalho. Queríamos que a execução e o resultado fossem os melhores possíveis. Foi um processo difícil, não era uma parede reta, então era necessário adaptar muitas partes da ilustração para que, no final, desse tudo certo. A extensão total é de mais de 9 mil metros quadrados. Para cobrir tudo, utilizamos mais de 5 mil litros de material entre tinta e sprays.

Acompanhe
nossas
redes sociais