Faixa central visa mais segurança na ERS-130

Infraestrutura

Faixa central visa mais segurança na ERS-130

Obra foi anunciada pela EGR e busca melhorar fluxo e reduzir acidentes em via estratégica para indústrias locais

Por

Atualizado sábado,
04 de Novembro de 2023 às 16:43

Faixa central visa mais segurança na ERS-130
Faixas alongadas e acesso central serão implantados no km 80, no bairro Aimoré / Crédito: Gabriel Santos
Arroio do Meio
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Com o objetivo de garantir mais segurança aos motoristas em uma região que frequentemente registra acidentes, a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) deu início a uma obra fundamental na ERS-130, no acesso ao bairro Aimoré (km 80) em Arroio do Meio. A iniciativa contempla a extensão de uma via lateral e uma faixa central de acesso, com investimento de R$ 200 mil.

A obra visa aprimorar o acesso na principal às indústrias da região, a rua Helmuth Kuhn. Conforme a EGR, a faixa central será implantada aos veículos que desejam acessar o bairro, no sentido Arroio do Meio-Lajeado. No local haverá a pintura e sinalização adequada para que os motoristas esperem e com segurança acessem o bairro.

A iniciativa também visa a redução de congestionamentos. A previsão é que a obra seja concluída na primeira quinzena de novembro. No sentido bairro-Lajeado, uma faixa lateral será criada para permitir que os veículos sigam livremente.

A obra atende a uma reivindicação feita em agosto pelo presidente da câmara de vereadores, Paulo Roberto Heck (MDB), juntamente com uma comitiva formada por Nelson Paulo Backes (PDT) e Vanderlei Majolo (Progressistas), que levaram a demanda ao diretor da EGR, Luiz Fernando Záchia.
Paulo Roberto Heck expressou satisfação com o andamento da obra. “Espero que isso contribua para evitar acidentes e óbitos”.

Um levantamento recente revelou que nos primeiros oito meses de 2023, foram registrados mais de 40 acidentes em uma extensão de 19 quilômetros da ERS-130 em Arroio do Meio, entre a Ponte do Rio Forqueta (km 75) e o pedágio de Palmas (km 93). Os dados foram obtidos junto ao Comando Rodoviário da Brigada Militar, e nesse período, ocorreram três mortes.

A maior parcela de ocorrências registradas pelo Comando Rodoviário Estadual estão nas interseções e acessos. Além do bairro Aimoré, são considerados pontos vulneráveis e de maior atenção os acessos na Dom Pedro II e na Barra da Forqueta.

Acompanhe
nossas
redes sociais