Transexuais são celebrados em novo livro da região

CULTURA

Transexuais são celebrados em novo livro da região

Publicação digital foi anunciada nesta semana e poderá ser acessada via rede social

Por

Transexuais são celebrados em novo livro da região
Luisa, Leona, Pedro e Tainã escreveram sobre sonhos e conquistas
Vale do Taquari

Incentivar a leitura e exaltar histórias de pessoas LGBTQIA+ do Vale do Taquari. Essa é a proposta de um dos idealizadores da Revista Vally, Marcelo Sá, ao lançar o e-book “Triunfos – histórias que merecem ser celebradas”. A publicação está disponível em link no perfil do Instagram @revistavally.

Conforme Sá, a ideia era produzir um material que conseguisse abordar a história de quatro pessoas: Leona de Freitas, Pedro Luccas, Luisa Huber e Tainã de Souza. “Como se trata de um livro de histórias, precisaríamos de um recorte dessas histórias, não íamos conseguir contar tudo, e queríamos fugir de estereótipos e histórias clichês. A partir disso, resolvemos celebrar as vitórias das pessoas transsexuais”, conta Marcelo.

O projeto começou a ser elaborado em junho. Entre a concepção das páginas até a finalização do trabalho foram cerca de dois meses. Cada pessoa que teve a história contada foi responsável por escrever o próprio texto, revisado por Marcelo, que também é fotógrafo. Os convidados deveriam responder a pergunta: Qual a maior vitória da minha vida até hoje?.

“Quando se fala em pessoas trans, existe uma atmosfera de drama no discurso. Queremos abrir uma fenda e mostrar que essas pessoas têm suas glórias, vitórias e alegrias. Esses rostos e esses nomes têm histórias e elas também merecem ser celebradas, ainda mais no Brasil, onde popularmente nos é de costume ver pessoas trans apenas nas esquinas, em manchetes policiais ou sendo expulsas de suas casas”, ressalta.

As fotografias foram feitas em estúdio, todas em traje de gala. Ainda não há publicação em livro físico, mas os organizadores da Vally não descartam a possibilidade.

Sobre a Vally

O perfil do Instagram da Vally publica conteúdos diversos sobre a comunidade LGBTQIA+ da região. Em junho, Marcelo e o marido, Vitor Freitas, ajudaram a organizar a Parada Livre, junto do Volúpia Bar e Espaço Cultural.

MARCELO SÁ, IDEALIZADOR DO PROJETO

“Quando se fala em pessoas trans, existe uma atmosfera de drama no discurso. Queremos abrir uma fenda e mostrar que essas pessoas têm suas glórias, vitórias e alegrias”

Acompanhe
nossas
redes sociais