Custos com equipamentos e qualificação para guarda armada ultrapassam R$ 700 mil

SEGURANÇA EM LAJEADO

Custos com equipamentos e qualificação para guarda armada ultrapassam R$ 700 mil

Documento enviado pelo governo à câmara detalha despesas com armas, câmeras, fardamento, munição e blindagem, além de treinamento aos agentes

Por

Custos com equipamentos e qualificação para guarda armada ultrapassam R$ 700 mil
ARQUIVO A HORA
Lajeado

O Governo de Lajeado encaminhou para câmara de vereadores um relatório das despesas com equipamentos e treinamento dos agentes para criação da guarda armada no município. Conforme o documento, são R$ 414 mil para aquisição de armas, câmeras, fardamento, munição e blindagem de viatura. Além disso, a habilitação junto a Polícia Federal (PF) pode chegar a R$ 300 mil.

O detalhamento das despesas foi solicitado pelas comissões permanentes da Câmara, que analisam o projeto. Não há definição se o texto avança para votação nas próximas semanas.

O projeto tramita no Legislativo desde a metade de julho. Pela proposta, a guarda contaria com 48 agentes. A maioria deles seria remanejado do Departamento de Trânsito, que dispõe de 33 profissionais. A previsão é que as outras 15 vagas sejam preenchidas por meio de concurso público.

Conforme o Executivo, em entrevista ao Grupo A Hora no mês de agosto deste ano, o impacto com a criação da Guarda Armada será de R$ 1,5 milhão aos cofres públicos em 2024

SAIBA MAIS:

Despesas detalhadas

  • 30 pistolas 9mm – R$ 210 mil (R$ 7 mil por unidade);
  • 30 câmeras – R$ 45 mil – (R$ 1,5 mil por unidade);
  • 30 fardamentos – R$ 45 mil – (R$ 1,5 mil por unidade);
  • 30 cintos táticos – R$ 15mil – (R$ 500 por unidade);
  • 6 mil munições – R$ 24 mil – (R$ 4 por unidade);
  • Semi-blindagem – R$ 75 mil – (R$ 25 mil por unidade).

Acompanhe
nossas
redes sociais