Estrela busca esclarecimentos sobre mudança de sede da BM

APÓS CHEIA

Estrela busca esclarecimentos sobre mudança de sede da BM

Em reunião liderada pela Associação Estrelense Pró Segurança Pública, representantes decidiram encaminhar o assunto à Secretaria de Segurança Pública do Estado. Recursos para construção da nova sede em Estrela estão disponíveis

Por

Atualizado sexta-feira,
15 de Setembro de 2023 às 10:19

Estrela busca esclarecimentos sobre mudança de sede da BM
Foto: Karine Pinheiro
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Após a repentina mudança da sede do 40° Comando da Brigada Militar (CBM) de Estrela para Teutônia, a comunidade estrelense busca esclarecimentos sobre a alteração ser temporária ou definitiva. A transferência ocorreu após o prédio BM, antes localizado na rua Coronel Brito, ser atingido pela cheia do Rio Taquari.

Em encontro liderado pela Associação Estrela Pró Segurança Pública (Aespro) na manhã desta sexta-feira, 15, na Faculdade La Salle, representantes da comunidade destacaram a preocupação devido a mudança. Além disso, foi reforçado que os recursos para a construção da nova sede já estão disponíveis. Para avançar na reforma, basta uma definição sobre a permanência do 40° CBM.

Presidente da Aespro, Rodrigo Tomasi, aponta que decisão de mudar a sede do batalhão deixa a população vulnerável e apreensiva. “A mudança foi comunicada no momento em que mais precisamos da força da segurança pública. Não podemos deixar que essa transferência seja definitiva”, afirma. O grupo definiu por apresentar a demanda ao secretário estadual de Segurança Pública, Sandro Caron, em Porto Alegre.

Funcionamento da BM

A atuação da Brigada Militar em Estrela segue normal, afirma o major Fábio Kuhn. Por ora, a guarnição atende na Avenida Rio Branco, 553, bairro Oriental. O major explica que todo o efetivo segue em Estrela e que somente ele foi designado pata atuar em Teutônia. Ele também destaca que não há informações se a mudança da sede é temporária ou definitiva.

Nova sede em Estrela

A construção de uma nova sede para abrigar a BM já era debatida pelos representantes da Aespro. Um terreno entre as ruas Pinheiro Machado e Borges de Medeiros foi doada pelo governo municipal. Tomasi também garante que os recursos já estão disponíveis, sendo R$ 1 milhão já em caixa pela associação e R$ 9 milhões disponibilizados pelo Ministério Público.

Acompanhe
nossas
redes sociais