Agro vencedor, Rio Grande vencedor

OPINIÃO | Vilmar Zanchin

Agro vencedor, Rio Grande vencedor

Presidente da Assembleia Legislativa comenta sobre vocação agropecuária do RS

Por

Agro vencedor, Rio Grande vencedor
Estado
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Nos últimos anos, o Rio Grande do Sul foi tomado por uma onda positiva de discussão e de fomento à inovação, que busca tornar nosso Estado protagonista na nova economia. O natural seria que a face mais visível disso ficasse nas grandes cidades. Entretanto, o que ocorre é justamente o contrário. Também em nossos verdes campos brota uma inovação capaz de elevar a produtividade das lavouras e injetar dinheiro em diferentes setores da economia.

Esse espírito de querer produzir sempre mais, sem que a área cresça na mesma proporção, faz com que o Ministério da Agricultura estime em 24% o aumento da produção de grãos no Brasil pelos próximos dez anos, período em que a área cultivável deve crescer 19%. A conta só fecha justamente pela prioridade que o agro tem dado à inovação e ampliação da tecnologia nas lavouras. Elementos, aliás, que também deverão fazer a produção de carne brasileira crescer 22% neste mesmo período.

Em um Estado com vocação agropecuária como é o nosso, onde 40% do PIB vem do campo ou da enorme cadeia de produtos e serviços que a atividade rural movimenta, essa pujança torna-se sinônimo de desenvolvimento econômico e social. E é isso que vemos em mais uma edição da Expointer. A maior feira do setor agropecuário gaúcho — e uma das maiores da América Latina — quebrou recordes antes mesmo de iniciar. O número de expositores no Pavilhão da Agricultura Familiar será o maior da história, com incremento de 10% ante 2022. A expectativa também é superar o público e o faturamento do ano passado.

Nos espaços de debates, como o da Assembleia Legislativa, o presente e o futuro do setor são pauta permanente, com discussões relevantes sobre gargalos que impactam a produção, como a questão da reservação de água e implementação de sistemas de irrigação. Os olhos e as atenções do Rio Grande estão em Esteio. Discutindo a produção, discutindo a inovação. Mostrando a todos que quando o agro prospera, o Rio Grande cresce.

Acompanhe
nossas
redes sociais