Estado avaliará free flow, mas escopo do edital será mantido

CONCESSÃO DAS RODOVIAS

Estado avaliará free flow, mas escopo do edital será mantido

Integrantes de comitiva que participou de encontro com novo secretário de Parcerias relatam abertura em relação ao modelo de cobrança sem cancelas. No entanto, não deve haver grandes mudanças em relação às obras previstas

Por

Atualizado quarta-feira,
01 de Fevereiro de 2023 às 12:37

Estado avaliará free flow, mas escopo do edital será mantido
Diego Tomasi e Gilberto Piccinini (Foto: Rodrigo Gallas)
Gustavo Adolfo 2 - Lateral vertical - Final vertical

Dois dos integrantes da comitiva que foi a Porto Alegre nesta terça-feira, 31, tratar sobre o edital de concessão das rodovias estaduais, na primeira agenda oficial do novo secretário de Parcerias do RS, Pedro Capeluppi,  detalham suas impressões do encontro em entrevista à Rádio A Hora 102.9.

O presidente do conselho administrativo da Dália, Gilberto Piccinini, e o diretor do Setcergs, Diego Tomasi, demonstraram otimismo na possibilidade do avanço na negociação em relação ao free flow – sistema de cobrança por quilômetro rodado, sem cancelas. Apesar disso, o tema ainda deverá ser muito debatido. Já as obras previstas no edital de concessão das rodovias estaduais não deve sofrer grandes alterações.

LEIA MAIS: Estado admite rediscutir plano de concessão das rodovias do Vale

GILBERTO PICCININI
“É agora ou nunca. Quando você implanta um projeto e começa a fazer um investimento em praças de pedágio, é para daqui a 30 anos. Nossa região estará em um nível diferente em relação ao pedagiamento. O custo é bem alto, mas é um investimento inicial, depois não há custo de manutenção.”

Para Piccinini, o novo secretário, que atuava no governo federal, tem uma visão “mais de cima”. Apesar da permanência de Eduardo Leite, entende que é um novo governo, com uma nova ideia. “Nos ouve e respeita mais.”

DIEGO TOMASI
“O escopo do edital será mantido pela impressão. Gostei do secretário. Se mostrou bem inovador. Falou claramente que o free flow o interessa muito, já abriu as portas. Mas do interesse até a execução é um longo caminho.”

“Se a gente não se organizar bem pode dar uma boa dor de cabeça. Conforme informações da secretaria, o valor atualizado do pedágio pode chegar a R$ 16. Estudos atualizados dizem que esta seria a tarifa. Mas temos que procurar soluções.”

Acompanhe
nossas
redes sociais